Não há morte vinculada à variante Ômicron do coronavírus até o momento, afirma OMS

A mutação, considerada preocupante pela OMS, foi registrada pela primeira vez no sul da África

ômicron
Legenda: Variante do coronavírus foi descoberta na África do Sul
Foto: Débora Barreto/Fiocruz

A Organização Mundial da Saúde (OMS) ponderou, nesta sexta-feira (3), que, até o momento, não possui registros de morte vinculada à variante Ômicron do coronavírus. A informação foi divulgada pelas porta-vozes da instituição em Genebra.

"Não vi nenhuma informação sobre mortes vinculadas com ômicron", disse Christian Lindmeier, em uma entrevista coletiva.

Mas levando em consideração que muitos países aumentam os testes para tentar detectar a nova variante "com certeza teremos mais casos, mais informações, e, tomara que não, possivelmente falecidos", avaliou.

A nova variante, considerada preocupante pela OMS, foi registrada pela primeira vez no sul da África, mas já foram anunciados casos em quase 30 países de todos os continentes. 

Entre os casos há contágios vinculados a viagens ao sul da África, mas também casos de transmissão local.

Telegram

Antes de ir, que tal se atualizar com as notícias mais importantes do dia? Acesse o Telegram do DN e acompanhe o que está acontecendo no Brasil e no mundo com apenas um clique: https://t.me/diario_do_nordeste

  

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo