Nova York confirma cinco casos da variante Ômicron; EUA têm oito registros da nova cepa

Governadora Kathy Hochul pediu a moradores que tomem a vacina anticovid e usem máscara

ômicron nos eua
Legenda: Viajantes terão que apresentar teste negativo 24 horas antes do embarque para evitar disseminação da variante no país
Foto: Mario Tama/AFP

O estado de Nova York confirmou a presença de cinco casos da variante Ômicron do coronavírus, elevando a oito o número de contágios detectados da nova cepa nos Estados Unidos.  A informação foi repassada pela  governadora Kathy Hochul nessa quinta-feira (2).

Em publicação no Twitter, porém, a gestora tranquilizou os moradores do quarto estado mais populoso do país. "Permitam-me ser clara: isto não é motivo de alarme. Sabíamos que esta variante viria e temos as ferramentas para deter seu avanço", disse. 

Kathy Hochul também recomendou que a população busque o imunizante contra a Covid-19 e sigam usando máscara de proteção. "Tomem sua vacina, tomem seu reforço. Usem a máscara". 

Por enquanto, não está claro se os novos casos estão localizados dentro ou perto da cidade de Nova York, região metropolitana mais populosa do país, e tampouco se foram detectados em pessoas que voltaram recentemente de viagens ao exterior. 

Casos nos EUA

Até agora são oito os casos confirmados nos Estados Unidos, onde pelo menos um, em Minnesota, é o de uma pessoa sem registros de viagens internacionais recentes, o que indica que a cepa ômicron já circula no país.

Os números apresentados pela governadora Hochul chegam após o anúncio do presidente Joe Biden de reforçar as medidas governamentais contra a Covid-19 durante o inverno.

As novas medidas incluem a obrigatoriedade de um teste negativo nas últimas 24 horas para viajantes procedentes do exterior, assim como a prorrogação até meados de março do uso de máscaras no transporte público.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo