Ford e Troller Pantanal: entenda o motivo da destruição das picapes

Picape Pantanal foi a única lançada pela fabricante cearense. Após compra da empresa, a Ford decidiu comprar e destruir as 77 unidades fabricadas

Troller Pantanal amarela teve recall decretado pela Ford
Legenda: A produção da picape Pantanal foi anterior à compra da Troller pela Ford. O lançamento do veículo ocorreu em 2006.
Foto: Reprodução

Mesmo após a Ford anunciar o fim da produção de carros no Brasil, a cearense Troller continuará produzindo o jipe T4 em Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A fabricante cearense foi adquirida pela Ford no começo de 2007 e agora espera por um possível comprador. As informações são do portal UOL.

O investimento pode livrar a Troller do mesmo fim da Pantanal, a única picape lançada ao longo da histórica da marca. Isso porque a Ford convocou todos os 77 donos do veículo, oferecendo-se para comprar as unidades de volta e, então, destruí-las. A decisão ocorreu logo após o início das operações na Troller, em fevereiro de 2008.

Recall realizado à época pela empresa norte-americana indicava que "constatou-se em testes de engenharia que, dependendo da utilização do veículo, há o risco do aparecimento de trincas no chassi, que, com o tempo, podem se propagar e comprometer sua durabilidade e integridade".

A chamada da Ford também dizia que havia "a possibilidade de se ter perda de estabilidade e controle direcional em manobras bruscas, podendo causar acidentes".

Problemas do projeto

A medida drástica foi tomada devido a problemas considerados falha de projeto, os quais eram impossíveis de ser corrigidos.Grande parte dos proprietários da picape Pantanal aceitou a proposta, recebendo valores em conformidade com a Tabela Fipe àquela altura. O valor chegava a R$ 70 mil, aproximadamente. 

No entanto, alguns donos do veículo se recusaram a vendê-lo, e tiveram de assinar um termo de compromisso. O documento isentava a Ford da responsabilidade em eventuais acidentes.

A Troller, na época, leiloou algumas carrocerias restantes em estoque, feitas de plástico reforçado com fibra de vidro. Duas unidades foram compradas por um empresário de Atibaia, em São Paulo, que as utilizou na construção de um veículo funcional, com chassi e mecânica de outros modelos.

Traseira da picape Troller Pantanal
Legenda: A pretensão da produção da picape era ocupar o espaço deixado com o fim do Toyota Bandeirante.
Foto: reprodução

Como é a picape Pantanal

A produção da picape Pantanal foi anterior à compra da Troller pela Ford. Protótipos do veículo foram flagrados em testes no fim de 2003, mas a primeira aparição oficial do carro ocorreu no ano seguinte, no Salão do Automóvel de São Paulo.

O lançamento do veículo ocorreu em 2006, ano em que as 77unidades foram fabricadas. A proposta da Pantanal era oferecer um utiliário com caçamba, mas possuindo a mesma mecânica do T4, já famoso entre participantes de trilhas off-road. A pretensão era ocupar o espaço deixado com o fim do Toyota Bandeirante.

painel da Troller Pantanal
Legenda: A tração do veículo podia ser traseira ou 4x4 com reduzida, com transmissão manual de cinco marchas.
Foto: divulgação

A Pantanal tinha chassi alongado — o qual era sujeito a trincas — e motor MWM turbo dieses de 163 cavalos, o mesmo usado no jipe T4. A cabine do veículo, do tipo simples, tinha capacidade para transporte de 1,3 mil quilogramas de carga. Já a tração podia ser traseira ou 4x4 com reduzida, com transmissão manual de cinco marchas.