"Vida normal para ele", diz defesa de médico e prefeito, filmado abusando sexualmente das pacientes

Equipes do SVM foram até Uruburetama. No local, funcionários da prefeitura afirmam que o prefeito não compareceu ao local na manhã desta segunda-feira (15)

A defesa de José Hilson de Paiva, médico e atual prefeito de Uruburetama, afirmou que o homem, filmado abusando sexualmente de diversas pacientes dentro do consultório, segue trabalhando na prefeitura da cidade do Interior do Ceará: "vida normal para ele". A informação é que pelo menos 17 mulheres foram vítimas do médico, que por anos praticou condutas irregulares enquanto ginecologista.

Equipes do Sistema Verdes Mares foram até o município e, segundo relatos dos funcionários da Prefeitura de Uruburetama, o prefeito não apareceu no local na manhã desta segunda-feira (15). A reportagem também foi até a residência de José Hilson mas, não obteve resposta sobre o paradeiro dele. Apenas uma mulher atendeu e informou que ele não estava lá.

Segundo a defesa de José Hilson, eles não têm conhecimento sobre nenhum procedimento para que o mandato do prefeito seja cassado. A defesa ressaltou que vai comparecer ao Ministério Público do Ceará (MPCE) para solicitar acesso aos arquivos completos dos vídeos divulgados pelo Sistema Verdes Mares.

Em Uruburetama, moradores se reúnem em frente a sede do Poder Municipal desde o início da manhã desta segunda-feira (15) para pedir respostas e o afastamento do prefeito. A presidente da Câmara de Vereadores de Uruburetama convocou sessão extraordinária para avaliar o afastamento de Paiva. 

Você tem interesse em receber mais conteúdo de segurança?