Trio é preso suspeito de participar de latrocínio que vitimou idoso em padaria de Fortaleza

A vítima estava no caixa do estabelecimento comercial quando foi surpreendida por um homem armado

Escrito por Carol Melo, carolina.melo@svm.com.br

Segurança
Frame de flagrante de latrocínio que vitimou idoso em padaria de fortaleza
Legenda: As câmeras do local registraram o crime
Foto: reprodução

A Polícia Civil prendeu, na segunda-feira (3), três homens suspeitos de participação de um latrocínio, que provocou a morte de um comerciante, de 63 anos, registrado no mesmo dia em uma padaria localizada no bairro Mondubim, em Fortaleza. 

As diligências que resultaram nas prisões começaram logo após o crime, com observação das características dos suspeitos a partir das imagens de câmeras de segurança da padaria. Detalhes sobre a captura do trio foram divulgados em coletiva de imprensa, nesta terça-feira (4), na sede da Superintendência da Polícia Civil.

O primeiro localizado foi Caio Silva de Sousa, de 34 anos. Ele estava trafegando em uma motocicleta e informou ter emprestado o veículo para outra pessoa, Lucas Rosa Gonçalves de Sousa, de 25 anos. Lucas, conhecido como Zé Pequeno, foi quem atirou no comerciante. Zé Pequeno foi encontrado na comunidade do Lagamar, no bairro Aerolândia.

A arma usada no crime tinha sido emprestada a Zé Pequeno por Eduardo Eric Cavalcante, de 22 anos, o terceiro detido.

Segundo a Polícia Civil, Caio não possuía antecedentes criminais. Já Zé Pequeno tinha antecedentes por integrar organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo e roubo.

No DHPP, Lucas e Caio foram autuados em flagrante pelo crime de latrocínio. Eduardo foi autuado por porte ilegal de arma de fogo.

 

Morte de comerciante

A vítima era proprietária da padaria e trabalhava no caixa do estabelecimento, na manhã da segunda-feira, quando foi surpreendida por um dos criminosos, que disparou contra ela no momento do latrocínio. As câmeras do local registraram o crime.

Nas imagens, é possível observar um homem chegando em uma motocicleta, estacionar na lateral da padaria e entrar no comércio anunciando o assalto. Em seguida, o idoso ergue os braços, parecendo supostamente se render ao suspeito, mas depois se agacha e faz um movimento como se fosse pegar algum objeto.

Nesse momento, o homem efetua um único disparo que atinge a vítima. Após constatar que a feriu, o motociclista foge do local. O idoso chegou a ser socorrido a uma unidade hospitalar, mas não resistiu aos ferimentos. 

A reportagem do Diário do Nordeste apurou ser costume do idoso ficar responsável pelo caixa da padaria, de propriedade da família. Segundo moradores do bairro, a panificadora já foi assaltada outras vezes e, em uma ocasião anterior, o comerciante conseguiu impedir a ação criminosa ao reagir à tentativa.