Policial militar é baleado e morto no Centro de Fortaleza; quatro são presos

Dois homens que assaltaram uma loja na Rua Senador Pompeu são suspeitos de terem alvejado o agente

Escrito por Redação,

Segurança
Imagem de câmera de videomonitoramento mostra quando o PM foi alvejado
Legenda: Imagem de câmera de videomonitoramento mostra quando o PM foi alvejado
Foto: Reprodução

Um policial militar de 42 anos foi baleado e morto por dois homens que assaltaram uma loja na Rua Senador Pompeu, na tarde desta quarta-feira (3), no Centro de Fortaleza. Na fuga, a dupla alvejou o cabo Carlos Eduardo Pinheiro Gurgel na Avenida Duque de Caxias. Quatro pessoas foram presas logo após o ocorrido, suspeitas de terem assassinado o PM.

>> Revólver usado para matar PM foi encontrado no telhado de casa; suspeitos foram presos enquanto jogavam futebol

Câmeras da loja registraram o momento do assalto. O resgate do cabo da PM também foi filmado. Ele ainda foi levado em uma caminhonete para o Instituto Doutor José Frota (IJF).

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, três homens e uma mulher foram detidos por suspeita de envolvimento no homicídio do servidor público. As motocicletas e a arma de fogo apontadas como instrumentos utilizados pelos suspeitos para cometerem o crime foram apreendidas.

As investigações sobre o caso ficarão a cargo da 11ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, responsável por investigar crimes contra agentes de segurança pública.

Policial militar é baleado e morto no Centro de Fortaleza
Legenda: Agente era lotado na 1ª Companhia do 5º Batalhão da Polícia Militar
Foto: Reprodução

Trajetória

Em nota, a SSPDS informou que lamenta profundamente o falecimento do cabo e se solidariza com os familiares e amigos dele. O policial militar ingressou na corporação em 26 de junho de 2009 e atualmente era lotado na 1ª Companhia do 5º Batalhão.

"Durante o tempo em que atuou na Polícia Militar do Ceará, o profissional de segurança pública dedicou o seu trabalho em prol da segurança do povo cearense", finalizou a nota.