Veja quem deve se filiar ao União Brasil no Ceará sob comando de Capitão Wagner

Políticos cearenses aguardavam definição que ocorreu nesta terça (15)

Capitão Wagner e Sgt. Reginauro na coletiva de imprensa
Legenda: Sgt. Reginauro é um dos vereadores de Fortaleza que garante filiação ao União Brasil sob comando de Wagner
Foto: Fabiane de Paula

Após a confirmação de que o deputado federal Capitão Wagner vai assumir o comando do União Brasil no Ceará (UB), outros políticos do Estado também se preparam para adentrar a sigla.

Atraídos por tempo de televisão e fundo eleitoral, vereadores de Fortaleza, deputados e pré-candidatos aguardavam a definição de que a sigla ficaria de fato sob a presidência de Wagner.

A definição deve mudar a composição do Legislativo, com a chegada de parlamentares opositores à legenda e a saída de aliados do governador Camilo Santana (PT) e do grupo político comandado pelo senador Cid Gomes (PDT).

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (16), Wagner afirmou que as filiações serão oficializadas em um evento na próxima semana, ainda sem data definida. 

Políticos que devem se filiar ao União Brasil no Ceará:


Deputados federais

Heitor Freire, do extinto PSL
Danilo Forte (PSDB)
Vaidon Oliveira (Pros)

Deputados estaduais:

Fernanda Pessoa (PSDB)
Tony Brito (Pros) 
Heitor Férrer (SD)
João Jaime, do extinto DEM
Soldado Noélio (Pros)

Vereadores de Fortaleza:

Sargento Reginauro (Pros)
Julierme Sena (Pros)
Márcio Martins (Pros)

Ao Diário do Nordeste, o Sargento Reginauro disse que, por não terem janela partidária, os veredores que querem migrar para o União Brasil estudam a legislação eleitoral para efetuar a troca. 

"Há uma instabilidade no Pros nacional, e isso, na legislação, pode abrir um precedente para que a gente solicite essa migração partidária; estamos estudando; o natural seria de fato acompanhar o nosso líder", disse o parlamentar. 

Também cotado para entrar no grupo, o deputado estadual Apóstolo Luiz Henrique (PP), disse que tomará a decisão ainda nesta quarta-feira (16). 

Com informações da repórter Luana Barros.


Assuntos Relacionados