Regras para venda de medicamentos na Farmácia Popular são alteradas

A partir de agora, a comercialização de remédios para pacientes que sofrem de mal de Parkinson, colesterol, hipertensão e osteoporose conta com critérios de idade

O Ministério da Saúde mudou as regras para a venda de medicamentos na Farmácia Popular. A partir de agora, a comercialização de remédios para pacientes que sofrem de mal de Parkinson, colesterol, hipertensão e osteoporose conta com critérios de idade.

Para mal de Parkinson, a venda só é permitida para pessoas a partir de 50 anos. Para hipertensão, a idade mínima é 20 e, para colesterol alto, 35. No caso da osteoporose, a comercialização só está autorizada para pessoas acima dos 40.

Segundo o governo, as mudanças foram definidas após serem encontradas fraudes no programa. Uma auditoria feita pelo SUS indicou que 40% das solicitações de medicamentos eram irregulares, conforme o Ministério da Saúde.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios