Liberação de shows vai ajudar restaurantes a retomar fluxo máximo; veja regras de funcionamento

Segundo Abrasel, estabelecimentos não têm conseguido preencher a capacidade de 50% liberada pelo Governo do Estado. Proibição da transmissão de lives e jogos de futebol causa divergências com segmento

Imagem de um garçom limpando a mesa de um restaurante em Fortaleza
Legenda: Autorização entra em vigor nesta semana nas cidades onde vigora a fase 4 do plano de retomada
Foto: Helene Santos

A autorização da volta de shows de humor e musicais em restaurantes deve contribuir para que a movimentação de clientes nos estabelecimentos de alimentação fora do lar, como restaurantes e barracas de praia, chegue à capacidade de 50%, limite máximo definido pelo governo. As apresentações musicais poderão retornar a partir de amanhã (7) e as de humor no dia 14.

A projeção é do diretor executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Ceará (Abrasel-CE), Taiene Righetto. Para ele, as atrações irão contribuir para o aumento do fluxo de clientes.

"Hoje, ainda não estamos com essa capacidade preenchida e, sem dúvidas, a música ao vivo ou o show de humor vão ajudar a ocupar essa capacidade. Nosso faturamento também está restrito a 40% do registrado em um período normal".

O secretário da Saúde do Estado, Dr. Cabeto, adiantou com exclusividade ao Sistema Verdes Mares que as atrações poderão retornar também nos restaurantes.

Conforme o decreto publicado na noite de ontem (5), a intensidade do som não pode ultrapassar 60 decibéis, nível considerado de música ambiente. As apresentações musicais também devem encerrar às 22h, uma hora mais cedo que os estabelecimentos, não podendo haver mais de três músicos simultaneamente. A área dos artistas ainda deve estar a dois metros de distância do público e isolada para qualquer interação.

O diretor executivo da Abrasel ainda ressalta que a restrição da capacidade a 50% bem como a limitação do horário de funcionamento até às 23h. Segundo ele, por conta disso, as pessoas estão ficando mais em casa e até mesmo buscando alternativas. "Tenho visto grandes festas em condomínios, casas. Acaba sendo até pior, porque no estabelecimento a gente controla a entrada de clientes", dispara.

Polêmica

Apesar a liberação de shows de humor e música ao vivo, a decisão do Governo proíbe a transmissão de lives, de jogos de futebol e de lutas. Para Ridhetto, o posicionamento chega a ser cômico e pode atrapalhar a orientação dos protocolos de segurança ao público.

"Sinto uma certa hipocrisia. Qual a diferença de ter uma banda tocando ao vivo e uma na televisão? Me parece que quem está chorando mais está conseguindo mais. Na sexta, músicos e artistas fizeram uma grande manifestação", diz. "Por não ter muita lógica, acaba ficando até difícil de orientar a população a seguir os protocolos, de convencer da importância de segui-los. Chega a ser cômico", afirma.

Regras para funcionamento

  1. A intensidade do som das apresentações artísticas permitidas em restaurantes não pode ultrapassar 60 decibéis (música ambiente)
  2. Horário de almoço e jantar, encerrando a música às 22h
  3. Restrição de até 3 artistas se apresentando simultaneamente
  4. Isolamento da área dos artistas, não possibilitando qualquer interação
  5. Proibição de espaço de dança
  6. Uso de telões para transmissão de jogos, lives e lutas permanece vedado
  7. Uso de máscara facultativo para os artistas durante as apresentações
Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios