Edital de concessão dos espigões da Beira-Mar será lançado nesta sexta (17)

A empresa vencedora investirá R$ 15 milhões nas obras além de pagar outorga mensal à Prefeitura de pelo menos R$ 20 mil

Legenda: Nogueira estima que o resultado final deve sair ainda na primeira quinzena de março, com as obras iniciando 15 dias depois. O prazo de conclusão é de oito meses.
Foto: Natinho Rodrigues

O edital para concessão dos espigões da Av. Rui Barbosa e Av. Desembargador Moreira, próximo ao Náutico, deve ser lançado nesta sexta-feira (17), de acordo com o titular da Coordenadoria de Fomento à Parceria Público Privada e Concessões, Rodrigo Nogueira. O edital é estimado em R$ 15 milhões, que serão empregados na obra, mais R$ 20 mil mensais de outorga pagos à Prefeitura.

De acordo com Nogueira, três empresas já se mostraram interessadas, uma delas de São Paulo e outros dois grupos locais. "Nós já temos o estudo vencedor. Vamos entregar o projeto todo pronto. Esse estudo não gerou nehum custo para a Prefeitura. A empresa realizou o projeto e vai ser resarcida pela empresa que vencer o edital", explica.

Nogueira estima que o resultado final deve sair ainda na primeira quinzena de março, com as obras começando 15 dias depois. O prazo de conclusão é de oito meses.

Projeto

O titular da Coordenadoria ressalta que os espigões vão ser ampliados em três metros para cada lado, totalizando uma área de 3 mil metros, que estará disponível para locação. "Segundo o estudo vencedor, a área terá como foco bares, restaurantes e operações ligados à economia do mar", afirma Nogueira.

Ao longo dos 18 anos da concessão, a Prefeitura arrecadará pelo menos R$ 4 milhões com a outorga. O coordenador ressalta que outros R$ 4 milhões serão economizados em manutenção do equipamento. "Fora o valor que vamos ganhar com os impostos gerados com as operações que vão ser instaladas lá", acrescenta.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios


Egídio Serpa 23 de Novembro de 2020