Ceará pode vacinar até adolescentes de 12 anos em agosto contra a Covid, projeta Cabeto

Informação foi dada pelo titular da Sesa durante inauguração do Centro de Testagem de Viajantes nesta terça (13)

Mulher sendo vacinada por profissional da saúde no Centro de Eventos do Ceará
Legenda: Até o momento, a previsão oficial é da população até 18 anos vacinada ao menos com a 1ª dose no fim de agosto
Foto: Camila Lima

Ceará pode finalizar o mês de agosto deste ano com a população de até 12 anos vacinada contra a Covid-19 com pelo menos a 1ª dose. A informação foi dada pelo secretário da saúde do Estado do Ceará, Dr. Cabeto, durante a inauguração do Centro de Testagem do Viajante, nesta terça-feira (13), no Aeroporto Internacional de Fortaleza.

Cabeto falou durante a manhã sobre as estratégias de vacinação no estado e foi questionado sobre o cronograma que, até então, aponta prazos apenas para a população adulta cearense.

"Diariamente nós tratamos desse assunto. O governo, como já se sabe, enviou representantes a outros continentes para ser possível ajudar o Brasil", iniciou ao relatar as discussões para garantir a aplicação das primeiras doses em solo cearense.

Enquanto isso, Dr. Cabeto falou pela primeira vez de nova expectativa. "Nós esperamos ter, pelo menos, os adultos de até 18 anos vacinados no fim de agosto. Uma esperança, que não é tão impossível, é de ter a população de até 12 anos", revelou o secretário da saúde. 

Conforme as informações preliminares, as vacinas CoronaVac e Pfizer já teriam mostrado eficácia para a imunização de adolescentes.

Também nesta terça, o governador Camilo Santana (PT) informou, por meio de transmissão ao vivo nas redes sociais, ter discutido o cronograma de vacinação em reunião com o Ministério da Saúde e outros gestores estaduais.

Segundo Camilo, ele fez um apelo para que a Pasta aprovasse e autorizasse imunização de pessoas com comorbidades menores de 18 anos. O governador salientou que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que o Plano Nacional de Imunização (PNI) já estava avaliando o assunto, cuja decisão seria tomada o mais rápido possível.

Centro de testagem

Ainda na manhã desta terça-feira (13), o titular da pasta fez entrega do Centro de Testagem de Viajantes no Aeroporto Internacional de Fortaleza. A estratégia, que deve testar de 5% a 10% da tripulação dos voos que chegam ao Ceará, é de monitorar a entrada de possíveis casos de Covid-19 por meio das fronteiras.

"Estabelecemos o protocolo de uma testagem aleatória de todos os voos que chegarem aqui em Fortaleza, inicialmente para voos nacionais, mas algo que pode ser estendido para os internacionais em breve", pontuou Cabeto.

Legenda: Centro de Testagem foi inaugurado nesta terça-feira (13)
Foto: reprodução

O teste oferecido no centro será de antígeno, com prazo de entrega entre 10 e 15 minutos. Além dos passageiros aleatórios, aqueles que apresentarem sintomas gripais, como febre acima de 37,8°, tosses ou espirros, também serão encaminhados à análise.

Nos casos em que o resultado for positivo, uma nova coleta será realizada no mesmo local e enviada ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). Dessa forma, caso a presença do vírus seja confirmada, o passageiro será designado a uma quarentena.

"Nós queremos que isso sirva para detectar e impedir que esse vírus se espalhe e, claro, para que a população consiga se preservar mantendo esses cuidados", informou o secretário.

Aplicação de vacinas

Em meio à inauguração, Dr. Cabeto também voltou a falar do esquema de vacinação conduzido em solo cearense. Sobre a vacinação de pessoas que receberam 1ª dose de AstraZeneca antes do prazo de três meses, ele afirmou que o assunto ainda está sendo discutido.

Segundo o responsável pela Sesa, as conversas já foram iniciadas em secretarias como a de Fortaleza, por exemplo, e nesta terça-feira (13) também será de debates com o Ministério da Saúde. "Acreditamos que isso deve acontecer sim", pontuou.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza