Ceará registra 1400 casos de Covid-19 em profissionais da educação; 85% ocorreram na segunda onda

A campanha de vacinação voltada para o grupo prioritário começou neste sábado (29) em Fortaleza

Escrito por Redação, metro@svm.com.br

Metro
aula
Legenda: De acordo com a Sinopse Estatística da Educação Básica 2020, o Estado do Ceará conta com, aproximadamente, 97.383 professores no total.
Foto: Fabiane de Paula

Até este sábado (29), o Ceará contabilizou, em média, 1.400 casos confirmados de Covid-19 em profissionais da educação da rede pública estadual. Destes, 1.202 aconteceram durante a segunda onda da pandemia - período que teve início no dia 4 de outubro -, refletindo em 85% do total. Os dados são do IntegraSUS, portal de transparência da Secretaria da Saúde (Sesa).

No ano passado, ocorreram dois óbitos e 430 confirmações da doença entre este grupo no Estado. Já 2021 conta com oito mortes e 969 casos, representando um aumento de 300% e 125%, respectivamente.

Por nota, o Sindicato dos Professores e Servidores da Educação e Cultura do Ceará (Apeoc) considerou os números alarmantes e refletem o cenário pandêmico que a população brasileira tem enfrentado no país, com valores que poderiam “ser ainda maiores se não tivesse sido adotado o sistema remoto de aulas”.

“Apontamos a necessidade de agilizar a vacinação de todos(as) os(as) profissionais da Educação com um mutirão para garantir as estruturas físicas, pedagógicas e administrativas, no intuito de criar um ambiente de segurança sanitária que possibilite a discussão efetiva, transparente e democrática sobre a transição do ensino virtual para o híbrido”, comenta a Apeoc.

A Secretaria da Educação (Seduc) informou que todas as determinações que dizem respeito à retomada de atividades sociais e econômicas no Ceará são definidas conjuntamente pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19.

“As medidas levam em consideração aspectos científicos aferidos pelas equipes técnicas em saúde pública, como as curvas epidemiológicas, casos confirmados e óbitos, pressão no sistema de saúde, entre outras variáveis. O Comitê reforça que todas as determinações têm como prioridade salvar vidas”, expôs em nota.

A Secretaria da Educação aguarda as orientações de um novo decreto estadual acerca da autorização da retomada das aulas presenciais para o Ensino Médio.

Vacinação do grupo

O Ceará deu início ao processo de vacinação contra a Covid-19 para profissionais da educação neste sábado (29) e a Prefeitura de Fortaleza já divulgou listas para a imunização do grupo até o dia 3 de junho. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) comunicou que ainda não tem dados sobre o número de profissionais da área imunizados até a publicação desta matéria.

Neste contexto, uma das questões que tem gerado críticas, por parte dos sindicatos e dos próprios profissionais, é a necessidade dos profissionais da educação apresentarem uma declaração de compromisso de retorno às aulas presenciais para receber a vacina.

Alegria e esperança

Para a professora do ensino técnico Elaine Carneiro, 45 anos, que apresenta comorbidade e recebeu a primeira dose da vacina Pfizer/BioNTech neste sábado, o sentimento foi de extrema alegria e esperança.

Foi um momento muito feliz, fiquei muito grata a Deus e também grata ao nosso SUS, porque essa vacina é sem distinção de classe social, é direito de todos”
Elaine Carneiro
Professora

Vacina Elaine Carneiro
Legenda: A professora Elaine Carneiro recebendo a primeira dose da vacina Pfizer.
Foto: Arquivo Pessoal

Elaine comenta ainda que a profissão da docência é muito necessária. “Só há outras profissões porquê existe o professor e a gente precisa lembrar que o professor precisa tá imunizado sim, ele tem um papel chave na sociedade, na formação de pessoas... e pra formar pessoas a gente tem que dizer que a saúde é importante”.

Panorama do Ceará

De acordo com a Sinopse Estatística da Educação Básica 2020, divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) por meio de uma síntese do Censo Escolar, o Ceará conta com 97.383 docentes divididos na educação básica, na educação profissional técnica de nível médio, na educação de jovens e adultos e na educação especial.

Além disso, até esta segunda-feira (31), o Estado soma 115.970 cadastros de profissionais da educação do ensino básico na plataforma do Saúde Digital, etapa necessária para receber a imunização contra a Covid-19. Os profissionais da educação englobam desde professores a diretores, gestores, porteiros, assistentes de sala de aula e demais profissionais com atuação na área.

Assuntos Relacionados