Entenda tudo sobre a raça Border Collie; como surgiu, qual o porte e melhores formas de cuidar

Com a ajuda de uma médica veterinária, montamos lista especial sobre as principais características da raça de cachorros

Cães da raça Border Collie sentados na grama
Legenda: Entre a própria raça, cães podem apresentar diferentes portes e cores do pêlo
Foto: Shutterstock

Que as diferentes raças caninas possuem características específicas, não é novidade para ninguém. Seja na disposição, no porte, nas cores e até mesmo do comportamento, cada animal possui traços genéticos importantes que podem distingui-los uns dos outros.

No caso do Border Collie, por exemplo, alguns dos atributos mais conhecidos são o porte médio, a disposição para diversas atividades e a capacidade alta de adaptação a aprendizados.

Diferentes aspectos de Border Collies
Legenda: Assim como acontece em outras raças, cães Border Collie podem diferir em diversas características
Foto: Shutterstock

Para detalhar um pouco da raça, montamos uma lista especial para tirar as principais dúvidas sobre um Border Collie. Segundo a veterinária Miria Marinho, é necessário estar atento às necessidades do animal para optar sempre pelo melhor cuidado para ele. Preparado para entender mais?

Como surgiu a raça Border Collie?

De acordo com a médica veterinária Miria Marinho, até hoje acredita-se que os cachorros da raça Border Collie tenham surgido na Grã-Bretanha, ainda no século XVI.

Entretanto, a data não é completamente certeira, visto que a oficialização da raça só aconteceu no século XX, em 1925, quando foi confirmada pelo American Kennel Club. 

Segundo a profissional, desde o início, os cachorros dessa linhagem eram "utilizados no pastoreio de ovelhas e de outros animais". Talvez por isso, ainda sejam considerados cães bastante atentos e indicados para esse tipo de tarefa.

Além disso, são descritos como animais muito espertos e agitados, o que, claro, pode influenciar na criação e nos locais onde ele deve manter hábitos diários.

Qual a condição física de um Border Collie?

Para entender o comportamento de cachorros dessa raça, também é necessário entender sobre o corpo e a estrutura deles. Nesse sentido, expectativa de vida dos Borders, por exemplo, é de 15 anos, eles possuem altura média de 55 cm e um peso médio de 20 kg.

Ainda assim, segundo Miria Marinho, todas essas características podem variar bastante. "Os machos dessa raça podem variar entre 14 e 20 kg, podendo atingir até 56 cm. Já as fêmeas podem variar entre 12 e 19 kg, atingindo até 53 cm", explica ela.

Border Collie correndo na grama
Legenda: Segundo especialistas, a energia acentuada é uma característica da raça
Foto: Shutterstock

Essas características, inclusive, acabam influenciando em como lidar com o cão. Segundo profissionais da área, uma rotina de exercícios diversificada é essencial para esse animal.

Jogos de habilidade, que incluem lançamento de bolas ou discos, passeios e jogos com estímulo mental são os mais indicados por veterinários, por exemplo. 

Porquê cães Border Collie podem ter cores diferentes?

Nesse caso, a genética é definidora de algumas características. Segundo Miria Marinho, existem algumas variações comuns que podem ser apontadas. 

Bicolor 

"A configuração pode ser bicolor (geralmente com a presença do preto e branco, ou podendo ter uma variação azulada ou acinzentada) e também tricolor (preto e branco com variações azuladas ou acinzentadas e manchas marrons", explicita.

Merle

Entre as cores de cães dessa raça, inclusive, a especialista alerta para o perigo na tentativa de alcançar a pelagem "merle" ou até mesmo pela busca da coloração azul dos olhos. 

Cachorro border collie correndo com bola
Legenda: No cruzamento de cachorros dessa raça, comenta Miria Marinho, é preciso bastante cuidado
Foto: Shutterstock

Ela confirma que o cruzamento de animais deve ser "analisado com precisão", exatamente para não prejudicar o cachorro. "Os genes dessa cor quando em homozigose podem acarretar diversos problemas para o animal, como cegueira, esterilidade e surdez", confirma.

Quanto tempo dura o cio?

Essa é uma pergunta comum entre os donos de cachorros. De acordo com a veterinária Miria, o estro, como também é chamado o período de cio, se assemelha com o de outras raças de cachorro. 

21 dias
Esse é o período de tempo apontado pela profissional de duração do cio, podendo variar a depender da fêmea.

Quando castrar?

Ainda nesse assunto, ela aponta que o acompanhamento profissional será bastante importante, sendo que existem "vertentes diversas na medicina veterinária".

"De modo geral, recomenda-se a castração após o primeiro cio, pois a descarga hormonal proveniente do primeiro ciclo é importante para a maturação de alguns órgãos e do organismo do animal", reitera. 

Como vermifugar o cão?

Também entre as dúvidas comuns sobre a criação de cachorros, a vermifugação aparece como medida importante para o crescimento saudável dos bichinhos.

Profissionais da área mostram que a ação é tão considerável quanto a vacinação adequada. 

Para Miria Marinho, é dessa forma que o animal "estará protegido contra parasitas nematóides, como os do gênero Ancylostoma, que são parasitas intestinais bastante comuns após a ingestão de água e alimentos contaminados".

Dessa forma, é necessário optar pelas medicações anti-helmínticas de largo espectro, ou seja, as que previnem vários tipos de verminoses