Fernanda Torres toma vacina da AstraZeneca e explica polêmica sobre recusa do imunizante

Atriz disse que procurou o imunobiológico da Pfizer por sofrer com sequelas da Covid e ter histórico de trombose na família

Fernanda Torres recebendo a primeira dose da vacina da astrazeneca
Legenda: Atriz publicou registros do momento da imunização e do cartão de vacinação no Instagram
Foto: Reprodução

Fernanda Torres tomou a primeira dose da vacina da AstraZeneca, contra a Covid-19, nesta segunda-feira (14) no Rio de Janeiro. Na semana passada, a colunista Fábia Oliveira, do jornal "O Dia", publicou que a atriz teria rejeitado o imunizante no dia original do agendamento. 

A artista explicou a polêmica ao divulgar a imunização no Instagram. Segundo o post, ela teve Covid-19 em dezembro e, até hoje, enfrenta sequelas da doença. Fernanda disse que o seu D-dímero (marcador que indica formação de coágulos) teve "alta súbita" após o diagnóstico e ainda segue com níveis instáveis.

Aliado a isso, o histórico de trombose presente na família fez com que ela procurasse pela vacina da Pfizer, ao invés de tomar a AstraZeneca, em postos de saúde.

"Tenho casos de trombose na família e, mesmo sabendo do risco ínfimo, mais do que ínfimo, da vacina da Astrazeneca, procurei pela Pfizer nos postos, cuja chegada ao Brasil havia sido anunciada nos jornais dois dias antes da minha data de vacinação", relata.

Em março, dez países suspenderam o uso da AstraZeneca após registros de embolismo e trombose em pessoas que se vacinaram. Pesquisa da Agência Europeia de Medicamentos, lançada em abril, apontou que as ocorrências são raras.

"Desconfiança infundada"

Fernanda Torres disse não ter recebido "informação privilegiada" e nem furado filas ou forjado atestados. Ela lamentou que a divulgação de sua procura pela Pfizer tenha "contribuído para alimentar o negacionismo, criando uma desconfiança infundada".

A atriz afirmou que a AstraZeneca é uma vacina "extremamente eficaz e segura" e disse ter tomado a vacina nesta segunda (14) com toda a segurança e "respeito à Fiocruz".

Família tomou AstraZeneca 

Torres disse ainda que a mãe, Fernanda Montenegro, completou a imunização com a AstraZeneca há um mês. A atriz escreveu ainda que seu irmão e seu enteado, que é transplantado, também tomaram a vacina de Oxford. 

"Continuarei usando máscara e mantenho o distanciamento social, até que o Brasil alcance uma taxa de vacinação compatível com o retorno a uma vida próxima do normal. Sei, na pele que, mesmo na forma branda, a COVID é uma doença misteriosa, ainda desconhecida, que deixa sequelas. A melhor escolha é a vacinação", disse Fernanda.

VEJA O RELATO COMPLETO: