OMS conclui que benefícios da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 superam qualquer risco

Casos "raros" de trombose cerebral foram detectados na Europa depois que pacientes receberam o imunizante, mas "não foi provado que tenham sido causados pela vacinação"

astrazeneca
Legenda: Países europeus já anunciaram que voltarão a aplicar o imunizante
Foto: Marco Bertorello/AFP

Os benefícios da vacina da AstraZeneca superam seus riscos, concluíram nesta sexta-feira (19) os especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS). Eles garantiram que as análises descartam que a vacinação contra o coronavírus aumenta a probabilidade de coágulos sanguíneos.

"A vacina AstraZeneca continua a ter um perfil de risco-benefício positivo, com enorme potencial para prevenir infecções e reduzir as mortes em todo o mundo", disse o comitê consultivo da OMS sobre segurança de vacinas (GACVS) em comunicado.

"Os dados disponíveis não sugerem qualquer aumento geral na incidência de problemas de coagulação, como trombose venosa ou embolias pulmonares, após a vacinação contra a Covid-19", acrescentou o comitê.

Trombose e embolia "ocorrem naturalmente e não são incomuns", e também acontecem devido ao coronavírus, observaram os especialistas. 

Casos "raros"

O comitê reconhece que casos "raros" de trombose cerebral foram detectados na Europa depois que pacientes receberam a vacina da AstraZeneca, mas "não foi provado que tenham sido causados pela vacinação". 

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) decidiu na quinta-feira (18) que a vacina é "segura e eficaz".

As autoridades de saúde europeias detectaram 18 casos de trombose cerebral, de um total de mais de 20 milhões de vacinados com o imunizante da AstraZeneca, e "uma relação causal com esses eventos excepcionais ainda não foi estabelecida", disseram os especialistas.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo