Candidatos podem usar notas do último Enem para Sisu, Prouni e Fies a partir de julho; veja datas

MEC publicou editais dos programas nesta segunda-feira (28)

Enem
Legenda: Aqueles que fizeram o Enem em janeiro de 2020 poderão usar as notas pela primeira vez
Foto: Shutterstock

Os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em janeiro de 2020 só agora poderão usar as notas em todos os programas (Sisu, Fies e Prouni) do Ministério da Educação (MEC) para o ingresso em universidades públicas e privadas.

As inscrições começam no próximo dia 13 de julho e seguem até 6 de agosto, a depender do cronograma de cada um (ver baixo). Após atrasos em razão da pandemia, os candidatos que fizeram a prova em janeiro de 2020 poderão usar a nota pela primeira vez. 

O MEC definiu as regras para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (Prouni) e Financiamento Estudantil (Fies) em editais publicados nesta segunda-feira (28), no Diário Oficial da União. 

Segundo a pasta, o calendário para esses candidatos sofreu atrasos para adequar-se ao ano letivo das universidades durante a pandemia. 

Veja o cronograma de cada programa 

Inscrições para ingresso em universidades através dos programas ocorrem em:

  • Prouni: de 13 a 16 de julho
  • Fies: de 27 a 30 de julho
  • Sisu: de 3 a 6 de agosto

*O documento não informa sobre a abertura das vagas remanescente do Fies. A previsão dada pelo MEC foi de 8 a 10 de setembro e de 27 a 29 de outubro.

Prouni

O Prouni oferece bolsas de estudos para que estudantes possam arcar com o custo das mensalidades em universidades particulares. Há bolsas integrais, com o valor total, e parciais, de 50%.

As inscrições para o segundo semestre abrirão em 13 de julho e se encerram às 23h59 de 16 de julho. Serão aceitas somente as notas do Enem 2020.

Quem poderá concorrer à bolsa do Prouni:

  • Quem tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública
  • Professor da rede pública trabalhando na educação básica, sem critério de renda
  • Estudante com deficiência, incluindo de escolas públicas e privadas

Critérios de avaliação

  • Quem não tem diploma de graduação
  • Quem fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020
  • Aqueles que tirou 450 pontos na média das notas do exame
  • Quem não zerou na redação

Critérios econômicos 

  • Bolsa integral: Renda familiar mensal bruta (por pessoa) de até 1,5 salário mínimo,
  • Bolsa parcial (50%): Renda familiar mensal bruta (por pessoa) de até 3 salários mínimos

Calendário para o Prouni do 2º semestre de 2021

  • Inscrições: 13 a 16 de julho
  • 1ª chamada: 20 de julho
  • Comprovação das informações: 20 a 28 de julho
  • 2ª chamada: 3 de agosto
  • Comprovação das informações apresentadas: 3 a 11 de agosto
  • Inscrição na lista de espera: 17 e 18 de agosto no site http://siteprouni.mec.gov.br
  • Divulgação da lista de espera para as instituições de ensino: 20 de agosto
  • Comprovação das informações: 23 a 27 de agosto

Fies

O (Fies) concede crédito para estudantes custearem os estudos  em universidades privadas, com juros zero ou variados, a depender da renda do candidato. O estudante poderá usar a nota do Enem desde a edição de 2010 até a de 2020. 

Calendário para o Fies

  • Inscrições: 27 de julho a 30 de julho
  • Fies do 2º semestre de 2021
  • Inscrições: de 27 a 30 de julho
  • Resultados dos pré-selecionados): 3 de agosto
  • Complementar inscrição: 4 a 6 de agosto, no site http://fies.mec.gov.br
  • Convocação da lista de espera: 4 a 31 de agosto

Sisu

O Sisu aplica a nota do Enem para vagas em  universidades públicas. Devido à pandemia, o Sisu do 1º semestre abriu antes da realização do Enem 2020 (ocorrido em março). Assim, os candidatos já usaram as notas de outras edições do exame.

Já neste 2º semestre, a seleção abre em agosto. Os candidatos poderão usar apenas as notas do Enem de 2020. Para se inscrever candidato não poderá ter zerado na redação nem ter participado do Enem como "treineiro".

Aqueles que ficarem na lista de espera devem esperar a  divulgação das instituições. 

O edital frisa que é de responsabilidade do candidato o acompanhamento das convocações efetuadas pelas instituições para preenchimento das vagas em lista de espera, observando prazos, procedimentos e documentos exigidos para matrícula ou para registro acadêmico, estabelecidos em edital próprio da instituição, inclusive horários e locais de atendimento por ela definidos.

Assim como nos casos em que a instituição disponha aos estudantes acesso eletrônico para registro acadêmico e encaminhamento de documentação necessária para a matrícula

Calendário para o Sisu:

  • Sisu do 2º semestre de 2021
  • Inscrição: 3 a 6 de agosto por meio do site http://sisu.mec.gov.br
  • Resultado: 10 de agosto
  • Período de matrícula: 11 a 16 de agosto
  • Inscrição na lista de espera: 10 a 16 de agosto
 
Quero receber conteúdos exclusivos do EducaLab