Universitário cearense é preso em Mato Grosso suspeito de matar a ex-namorada

Após ver mensagens no computador dela enviadas por um amigo, o estudante teria matado a jovem a facadas

Giovani Eduardo Aniceto de Araújo, 24, preso pela morte da ex-namorada
Legenda: O universitário foi encontrado fazendo compras em um shopping na capital mato-grossense, a cerca de 340 quilômetros de onde cometeu o crime
Foto: Divulgação

Um estudante de odontologia cearense foi preso nesta quinta-feira (17) em Mato Grosso, suspeito de matar a ex-namorada a facadas na cidade de Araputanga, no interior do estado. Ele foi autuado por feminicídio. As informações são do portal G1

Segundo a polícia, Giovani Eduardo Aniceto de Araújo, 24, matou a jovem Dennila Cris Dantas Barbosa, 19, na quarta-feira (16), após ele ver mensagens no computador dela enviadas por um amigo. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cuiabá

Ele foi encontrado fazendo compras em um shopping na capital mato-grossense, a cerca de 340 quilômetros de onde cometeu o crime. 

Segundo o delegado Caio Albuquerque, o universitário aproveitou um momento em que a vítima tinha ido ao banheiro para olhar as conversas dela, na internet. 

"Essas conversas tinham revelações de intimidades e nisso ele disse que ficou cego de raiva e, quando ela voltou do banheiro, ele se posicionou atrás dela e começou a dar facadas no pescoço dela", disse Albuquerque ao G1.

Namoro virtual

Segundo as investigações, o namoro entre os dois começou virtualmente, e Dennila o viu pessoalmente como namorado uma única vez, meses atrás, quando foi a Fortaleza encontrá-lo. 

Há três semanas, no entanto, ela decidiu terminar o relacionamento à distância e, sem concordar, Giovani viajou ao Mato Grosso na tentativa de reatar o namoro, chegando em Araputanga no último fim de semana. 

Giovani comprou a faca usada no crime na segunda-feira (14), em um supermercado da cidade, mas procurou a jovem somente na quarta-feira. Após o crime, deixou o local com as roupas sujas de sangue e seguiu para o hotel onde estava hospedado, com um nome falso, desde a entrada no local.

Dennila Cris Dantas Barbosa, vítima de feminicídio
Legenda: Dennila Cris Dantas Barbosa, 19, foi morta a facadas na quarta-feira (16), na própria casa
Foto: Divulgação

Do hotel, ele seguiu para a cidade vizinha de São José dos Quatro Marcos, de mototáxi, e depois pegou um ônibus para Cuiabá. Dennila foi encontrada morta pela mãe, que chamou a polícia. 

Quando foi localizado, Giovani "estava comprando meias, tênis, com o intuito de fugir e se desfazer de qualquer peça que tivesse resquícios de sangue", disse o delegado. 

Os policiais encontraram com ele o notebook da vítima, que ele havia dado de presente a ela durante o namoro.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil