Fiocruz entregará em fevereiro 1º lote de vacina com produção 100% nacional

Os imunizantes serão liberados após a conclusão dos testes de controle de qualidade

lote fiocruz
Legenda: A Fiocruz iniciou a fabricação da vacina de Oxford ainda em julho do ano passado
Foto: Divulgação/Bio-Manguinhos
O primeiro lote da vacina contra a Covid-19 com produção 100% nacional deve ser envasado ainda este mês e entregue ao Ministério da Saúde em fevereiro, segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).
 


Nessa sexta-feira (7) a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) produzido pela instituição. O item é matéria-prima para fabricação do imunizante, e o aval do órgão regulador garante que todas as etapas de produção sejam realizadas no País.

Os imunizantes serão disponibilizados "assim que forem concluídos os testes de controle de qualidade que ocorrem após o processamento final da vacina", disse a Fiocruz em comunicado enviado à imprensa ontem.

"A pandemia de Covid-19 deixou claro o problema da dependência dos insumos farmacêuticos ativos para a produção de vacinas. Com essa aprovação hoje pela Anvisa, conquistamos uma vacina 100% produzida no país e, dessa forma, garantimos a autossuficiência do nosso Sistema Único de Saúde (SUS) para essa vacina", afirmou a instituição na nota.

A Fiocruz iniciou a fabricação em solo brasileiro da vacina de Oxford ainda em julho do ano passado, após a assinatura do contrato de transferência de tecnologia com a AstraZeneca, mas dependia de insumos importados.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil