Butantan recebe matéria-prima para voltar a produzir CoronaVac

Voo com insumos da China deve chegar na tarde desta terça-feira (25)

Butantan produz coronavac no Brasil
Legenda: Butantan produz coronavac no Brasil
Foto: Governo de SP/Divulgação

Um lote com 3 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) desembarca no Brasil, nesta terça-feira (25), para produção de cerca de 5 milhões de doses da CoronaVac pelo Instituto Butantan.

Com isso, a fabricação da vacina contra a Covid-19 será retomada pela instituição. A produção foi interrompida na semana passada devido à falta da matéria-prima.

A chegada do voo com os insumos, importados da China, está prevista para o período da tarde, em São Paulo.

Segundo o governo de SP, João Doria (PSDB), os 5 milhões de doses da CoronaVac serão distribuídos para o Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde.

Produção da CoronaVac

Em nota, o governo estadual diz que matéria-prima enviada pela biofarmacêutica Sinovac, parceira do Butantan, passará pelos processos de envase, rotulagem, embalagem e por um rígido processo controle de qualidade para que a vacina seja entregue ao PNI. Todo este processo dura, aproximadamente, de 15 a 20 dias.

Neste mês, o Butantan afirma que chegou à marca de 47,2 milhões de doses entregues ao Ministério da Saúde. Agora, o instituto trabalha para produzir 54 milhões de doses referentes ao segundo contrato com o Governo Federal, ultrapassando 100 milhões de vacinas.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil