Bola, amigo do goleiro Bruno e condenado pela morte de Eliza Samudio, é preso novamente

Marcos Aparecido dos Santos havia sido colocado em prisão domiciliar no começo da pandemia

bola em julgamento
Legenda: Bola foi condenado a 22 anos de prisão pela morte da modelo, ex-esposa e mãe do filho do goleiro Bruno
Foto: Renata Caldeira/Divulgação TJMG

O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, um dos condenados pela morte de Eliza Samudio, retornou à prisão nesta quarta-feira (24). Ele estava em detenção domiciliar desde março de 2020, mas teve a decisão revogada. 

O cumprimento do mandado de prisão foi realizado em Vespasiano, na Grande Belo Horizonte, em Minas Gerais, nesta manhã. As informações são do g1

Bola tem 58 anos e era amigo do goleiro Bruno, foi condenado em 2013 a 22 anos pela morte de Eliza.  A modelo e ex-esposa e mãe de um dos filhos do jogador de futebol foi morta em uma casa que pertencia à Bola. 

Ele havia conseguido prisão domiciliar por conta da pandemia de Covid-19, para conter a infecção em penitenciárias. Com o controle da pandemia, a decisão foi revertida. 

Prisão 

O advogado de Bola, Nathan Nunes, disse ao g1 que ele voltará à Casa de Custódia da Polícia Civil, no Horto, em Belo Horizonte. De lá, ele poder sair para trabalhar, mas terá de voltar à noite. 

"Essa prisão foi revogada e ele retoma cumprimento no regime semiaberto, no estabelecimento prisional. Marcos cumpre pena em caráter exemplar, cursa direito, é microempreendedor", disse o advogado.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil