Joe Biden deve retirar as tropas americanas do Afeganistão até 11 de setembro

A decisão manterá mais de 3 mil soldados no local além do prazo de retirada de 1º de maio

Tropas americanas
Legenda: Todas as tropas americanas que ainda estão no Afeganistão deverão ser retiradas antes de 11 de setembro, data do 20º aniversário dos ataques de 2001
Foto: Manpreet Romana/AFP

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, retirará todas as tropas americanas que ainda estão no Afeganistão antes de 11 de setembro, data do 20º aniversário dos ataques de 2001, encerrando a guerra mais longa dos EUA cerca de cinco meses depois do planejado, informou uma autoridade americana.

"Iniciaremos uma retirada ordenada das forças restantes antes de 1º de maio e planejamos ter retirado todas as tropas americanas do país antes do 20º aniversário do 11 de setembro", disse a repórteres, garantindo que essa partida será "coordenada" e simultânea com a das outras forças da Otan.

"Dissemos ao Talibã, sem qualquer ambiguidade, que responderemos energicamente a qualquer ataque a soldados americanos enquanto durar a retirada ordenada e segura", acrescentou, sob condição de anonimato.

A decisão manterá mais de 3.000 soldados americanos no terreno no Afeganistão além do prazo de retirada de 1º de maio, anunciado pelo governo do ex-presidente Donald Trump

Como Biden estava fixando uma data definitiva para a retirada das tropas americanas, segundo disseram funcionários do governo,  ele esperava evitar um aumento na violência. O Taleban ameaçou caso os Estados Unidos mantivessem as tropas depois de 1º de maio.

Um novo relatório de inteligência divulgado na terça-feira (12) oferece uma avaliação sombria do Afeganistão e das perspectivas de paz. As agências de inteligência americanas avaliaram que um acordo de paz era improvável no próximo ano e que o Taleban teria ganhos no campo de batalha. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo

Assuntos Relacionados