Campanha arrecada 2,5 milhões de dólares para menino órfão após pais morrerem em ataque nos EUA

A criança de dois anos perdeu pai e mãe no ataque a tiros registrado na última segunda-feira (4)

cenário de abandono em calçada dos eua após ataque registrado em 4 de julho
Legenda: Ataque durante desfile de 4 de julho deixou sete pessoas mortas e mais de 30 feridas
Foto: Youngrae Kim/AFP

Uma campanha de arrecadação lançada na internet para ajudar o menino de dois anos que perdeu os pais na segunda-feira (4) no ataque a tiros em Highland Park, nos Estados Unidos, superou os 2,5 milhões de dólares nesta quarta-feira (6).

Aiden McCarthy foi encontrado no local, sozinho e ensanguentado. Os pais dele, Irina, 35, e Kevin, 37, assistiam ao desfile de 4 de julho quando um homem abriu fogo contra o público do telhado de um estabelecimento comercial.

casal entre as vítimas de ataque a tiros
Legenda: Irina e Kevin McCarthy foram mortos durante o ataque
Foto: Reprodução

Em meio ao pânico, os moradores pegaram o menino e o levaram para um local seguro. Mais tarde, ele foi pego pelos avós, segundo as autoridades, que confirmaram na terça (5) que os pais do menino estavam entre os sete mortos no ataque.

O montante da vaquinha iniciada na terça-feira no site GoFundMe estava fixado em 500 mil dólares. Na tarde desta quarta, passava de 2,5 milhões de dólares doados por 46 mil pessoas.

Um dos doadores é o milionário William Ackman, que doou 18 mil dólares, segundo o site. No dia da tragédia, Ackman criticou as autoridades, em sua conta no Twitter, acusando-as de não agir frente aos ataques com armas de fogo. Na terça, ele retuitou uma foto do menino.

Ataque em Highland Park

Robert Crimo, de 21 anos, abriu fogo indiscriminadamente contra a multidão com um fuzil semiautomático. Ele também feriu mais de 30 pessoas. O atirador foi detido ainda na segunda-feira, após algumas horas. Acusado de homicídio, pode pegar a prisão perpétua.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo