Whindersson Nunes pede helicóptero para ajudar vítimas de enchentes na Bahia

Governador do Estado declarou situação de emergência em 24 municípios por causa das chuvas, que deixaram famílias desabrigadas e pessoas desaparecidas

Whindersson Nunes
Legenda: Atualmente, o humorista tem 55 milhões de seguidores no Instagram, 43 milhões no YouTube e 23 milhões no Twitter
Foto: Reprodução/Instagram

O humorista piauiense Whindersson Nunes usou as redes sociais nesta sexta-feira (10) para tentar contato com empresários da Bahia e, dessa forma, ajudar as cidades alagadas pelas chuvas no Estado.

"Gente, algum empresário (a) potência na Bahia que tenha helicóptero pode me dar um força pra ajudar o pessoal atingido pelas enchentes ?? Entra em contato faz favor", escreveu o influenciador digital.

Whindersson Nunes já tinha se manifestado a respeito do assunto nesta sexta: "Orçando helicópteros pra garantir que as doações cheguem, já chega !! Tamo junto nessa!".

Atualmente, o também ator e cantor tem 55 milhões de seguidores no Instagram, 43 milhões no YouTube e 23 milhões no Twitter.

Foram divulgados nas publicações contatos para que as pessoas façam doações: "Doe alimentos, colchões, roupas, remédios e água potável, pix conhecimento: Nova Alegria: 73 991725720 (Júlia Cristina dos Santos Pereira). Itamaraju: 34552987000179 (CNPJ - Miguel Xavier). Jucuruçu: 73981365156 (Aiala Figueredo) 73982179346 (Camila Reisedo)".

Mobilização

Outros famosos também usaram as redes sociais para pedir ajuda para quem foi afetado pelas chuvas, que deixaram ruas alagadas, famílias desabrigadas e pessoas desaparecidas, principalmente na região sul e no extremo sul da Bahia.

Em setembro, Whindersson Nunes acionou um avião para ajudar no combate aos incêndios registrados na zona rural de São Raimundo Nonato, no sul do Piauí.

Situação de emergência

Nessa quinta (9), o governador Rui Costa (PT), assinou um decreto de situação de emergência em 24 municípios. De acordo com o documento, todos os órgãos estaduais devem se mobilizar para apoiar as ações de socorro às cidades. Ele tem validade de 90 dias e foi publicado nesta sexta (10) no Diário Oficial do Estado.

A medida vale para: Anagé, Baixa Grande, Boa Vista do Tupim, Camacã, Canavieiras, Encruzilhada, Eunápolis, Guaratinga, Ibicuí, Itabela, Itacaré, Itamaraju, Itambé, Itapetinga, Itarantim, Jiquiriçá, Jucuruçu, Marcionílio de Souza, Mascote, Medeiros Neto, Mundo Novo, Santanópolis, Teixeira de Freitas e Vereda.