Inundações no Sul da Bahia deixam vítimas e casas submersas; Governo decreta emergência

Vinte e quatro cidades baianas estão em situação de emergência

Casas submersas por inundações no sul da Bahia
Legenda: Enchente deixou casas submersas em Jucuruçu
Foto: Reprodução/TV Bahia

As fortes chuvas registradas na Bahia desde a última terça-feira (7) deixaram casas inundadas e submersas em cidades do Sul do Estado. Trechos da BR-101 estão interditados nesta sexta-feira (10).

Itamaraju, Eunápolis e Itabela são as cidades mais afetadas. As duas primeiras porque o nível do Rio do Peixe subiu e invadiu a pista, e a terceira por causa de um barranco que deslizou, na altura do KM-820.

O Governo da Bahia informou que as cidades de Teixeira de Freitas, Jucuruçu, Prado e Itamaraju são algumas das assistidas por força-tarefa, recebendo ajuda. Aeronaves levam cestas básicas e outros itens para suprir as necessidades de comunidades isoladas pela água.

pessoas carregando sacolas embarcam em helicóptero
Legenda: Equipes foram mobilizadas para distribuir cestas básicas e outros itens a famílias atingidas
Foto: Divulgação/Governo da Bahia

Situação de emergência

O governador, Rui Costa (PT), assinou, nesta quinta (9), decreto de situação de emergência em 24 municípios. Segundo o decreto, todos os órgãos estaduais devem se mobilizar para apoiar as ações de socorro às cidades. O decreto tem validade de 90 dias e foi publicado nesta sexta no Diário Oficial do Estado.

A medida vale para: Anagé, Baixa Grande, Boa Vista do Tupim, Camacã, Canavieiras, Encruzilhada, Eunápolis, Guaratinga, Ibicuí, Itabela, Itacaré, Itamaraju, Itambé, Itapetinga, Itarantim, Jiquiriçá, Jucuruçu, Marcionílio de Souza, Mascote, Medeiros Neto, Mundo Novo, Santanópolis, Teixeira de Freitas e Vereda.

Vítimas e riscos

Conforme o G1, menos de uma hora após o início dos temporais na quarta-feira (8), as ruas de Jucuruçu ficaram tomadas pela água. A gestão municipal estimou que mais de mil pessoas saíram de suas casas por riscos de desabamento. 

Moradores de Itamaraju também enfrentaram problemas com alagamentos. Três pessoas de uma mesma família morreram soterradas após um barranco deslizar na quarta-feira (8). Ao menos seis casas desabaram.

Em Teixeira de Freitas, a chuva de 141 mm durou até a madrugada de quarta-feira, deixando residências e estabelecimentos comerciais totalmente inundados. Não houve feridos. 

No município de Eunápolis, a vidraça de um supermercado caiu por causa da chuva e da ventania, e os estilhaços atingiram um idoso que estava no caixa. Ele foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que não divulgou informações sobre o seu estado de saúde.

A estrada que dá acesso à Vila Cumuruxatiba, em Prado, foi interditada porque casas e ruas ficaram alagadas. No local, moram 5 mil pessoas.