Toyota proíbe a revenda do SUV Land Cruiser por um ano após terroristas se interessarem no carro

Investigação apontou que carro é procurado por organizações criminosas por seus atributos off-road

Land Cruiser 300 de cor branca sem motoristas
Legenda: Nova geração do veículo, lançado em 2007, foi apresentada em junho deste ano
Foto: divulgação/Toyota

A Toyota tomou uma decisão desfavorável a quem comprar o SUV Land Cruiser 300 e decidir revendê-lo: o veículo só pode ser vendido por clientes após 12 meses após a compra. O motivo teve base na detecção de que terroristas estão interessados no carro. As informações são do portal AutoEsporte.

Segundo o site Creative Trends, a Toyota determinará, em contrato, a regra de que os compradores do SUV devem permanecer com ele durante um ano, dado que esse tempo permite o monitoramento dos utilitários. Em caso de violação contratual, o proprietário do LC300 não poderá comprar outro carro da marca por tempo indefinido.

A empresa se baseou em uma investigação realizada pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, o qual detectou que organizações criminosas têm interesse pelo Cruiser e pela picape Hilux. Ambos os veículos têm características off-road, podendo rodar em alta velocidade em diversos terrenos, além de tração nas quatro rodas.

Considerando o órgão estadunidense, a fabricante explicou que a venda do veículo poderia arriscar a violação de leis de comércio internacionais. "Dependendo do destino da exportação, pode levar a problemas sérios que ameaçam a segurança global", pontua a montadora.

As restrições também serão impostas a concessionárias que revendam o modelo, as quais, inclusive, não poderão encomendar novas unidades do SUV.  "Diversas medidas poderão ser tomadas, como cobrar multa e processar a concessionária e o cliente", afirma a empresa japonesa. 

Mais motivos

Além das razões de segurança, a Toyota também intenta evitar a revenda do modelo em prol do lucro — o SUV, cuja nova geração é escassa no mercado atual, tem uma alta procura em alguns locais, como no Oriente Médio. 

A fabricante está fazendo o possível para oferecer o Land Cruiser a compradores que realmente o utilizem, o que é atrapalhado pelas revendas.

Vista interna do LC 300, da Toyota
Legenda: Veícula conta com extenso aparato tecnológico e de segurança
Foto: divulgação/Toyota

No momento, o LC300 só é comercializado no Japão, mas deve ser lançado em outras regiões. O Brasil, porém, não deve receber o veículo, equipado com motor V6 diesel biturbo de 300 cv e com a tecnologia Monitor Multi-Terrain, que adverte o motorista sobre obstáculos em estradas escuras e seleciona o terreno automaticamente.

A empresa não deve apostar em um SUV mais caro, dado que a versão topo de linha do SW4 é ofertada por R$ 359.790 no País, e ainda pode contar com a possibilidade da configuração Diamond retornar ao mercado.