Kefir: o que é, para que serve e como fazer (água ou leite)

Bebida probiótica com consistência semelhante à do iogurte, o alimento tem uma série de benefícios à saúde

Escrito por Matheus Facundo, matheus.facundo@svm.com.br

Ser Saúde
Grãos de kefir em colher de madeira em cima de recipiente de vidro
Legenda: Há dois tipos de kefir: o de leite e o de água
Foto: Shutterstock

Você já ouviu falar do kefir? Alimento fermentado e com sabor levemente ácido surgiu a partir de grãos cultivados há milênios em tonéis e até estômagos de animais na fronteira da Europa com a Ásia.

O produto, que tem consistência semelhante à do iogurte, pode ser feito com leite ou com água, possui diversos microrganismos vivos em sua composição, como bactérias e leveduras. Assim, esses componentes fazem do kefir um alimento probiótico. 

Predominantemente caseiro, a bebida confere uma série de efeitos benéficos para o organismo, principalmente ao intestino, segundo explica a nutricionista clínica Luísa Barreto Rolim*. 

Os lactobacilos contidos na mistura, por exemplo, são os mesmos encontrados em iogurtes e leites fermentados convencionais.

Origem 

O kefir é originário das montanhas do Cáucaso, que ficam entre o Mar Negro e o Mar Cáspio, no limite do extremo sudeste da Europa, com divisa na Ásia.

De acordo com Luísa Rolim, uma das teorias difundidas sobre o alimento é que os caucasianos receberam os grãos como presente de Alá. 

O nome kefir veio do termo eslavo keif, que significa "bem-estar" ou "bem viver", conforme pesquisadores.

Tipos de Kefir 

O kefir pode ser preparado de duas maneiras ao leite ou com água e açúcar. Além de beber naturalmente, no consumo ele pode ser misturado com iogurtes, bolos e queijos.

Kefir com frutas e granola em copo
Legenda: O kefir pode ser misturado com outros ingredientes e formar um boa refeição
Foto: Shutterstock

Segundo a nutricionista Luísa Rolim, embora ambas as misturas sejam ricas em nutrientes, o com leite possui uma maior concentração e variedade de probióticos.

Kefir de leite 

Ao ser misturado com o leite, os grãos do kefir, por possuírem uma série de microrganismo, irão fermentar a lactose. 

Kefir de água

O kefir de água pode ser feito com água mineral ou água de coco. A mistura dos grãos é geralmente feita com açúcar mascavo.

Benefícios

O consumo do kefir possui uma amplitude de efeitos benéficos para o nosso sistema imunológico, além de fortalecer a saúde do intestino. 

Os principais benefícios listados são:

  • Melhora saúde do Intestino
  • Imunomodulação (Melhora imunidade)
  • Efeito antialérgico, anti-inflamatório e antimicrobiano contra patógenos
  • Melhora do metabolismo do colesterol, rins, fígado e cicatrização
  • Efeito carcinogênico/antitumoral
  • Redução do risco de doenças crônicas
  • Tratamento de doenças gastrointestinais

Nutrientes e vitaminas

Em 100 ml de kefir, há, em média, 60 kcal, 4,5 gramas de carboidratos, 3 gramas de proteína e 3,3 de gordura. 

Conforme Luísa Rolim indica, o alimento possui ainda minerais como cálcio, magnésio, além de aminoácidos essenciais. Vitaminas do complexo B e vitamina K também estão presentes. 

Faz bem para a pele e para o cabelo?

Como ele auxilia na regulação do intestino, a nutricionista Luísa Rolim pontua que, consequentemente, se tem uma melhora na saúde da pele.

Além disso, a ingestão do kefir ajuda no crescimento saudável do cabelo. 

Emagrece?

Por suas propriedades benéficas ao metabolismo e ainda melhorar a condição de quem tem intestino preso, o consumo do kefir, tanto de água, como de leite, auxilia no processo de emagrecimento.

Melhor horário para tomar 

Não há uma restrição de horários em que se pode tomar o kefir. No entanto, é eficaz consumir antes de dormir ou logo após acordar

Como fazer

Kefir de leite

O kefir é feito com a adição dos grãos ao leite, de modo a promover a fermentação láctica. É normal aparecerem bolhas durante o processo. 

Kefir sendo coado em recipiente
Legenda: Após a fermentação, os grãos coados do kefir pode servir para uma nova leva
Foto: Shutterstock

É recomendado sempre higienizar bem o recipiente de preparação, a fim de evitar o risco de contaminação, segundo a nutricionista Luísa Rolim. 

Leite quente não pode ser utilizado, pois as colônias de microrganismos podem morrer. 

Porção maior:

  • 2 colheres de sopa de grãos
  • 1 litro de leite 

Porção individual: 

  • 1 colher de chá de grãos
  • 400 ml de leite 

Coloque os ingredientes em um recipiente e deixe fermentar entre 12h e 24h em temperatura ambiente, sem luz solar direta. Após a fermentação, é indicado coar para reutilizar os grãos em uma próxima fermentação.

É preciso evitar deixar o pote muito próximo a fogões e fornos.

Tipos de leite 

Pode ser utilizado qualquer leite de origem animal para fazer o kefir. Não é ideal usar leite zero lactose ou semi desnatado. 

Conforme a nutricionista Luísa Rolim explica, os grãos se alimentam da lactose para a fermentação. Caso seja usado leite sem lactose, a mistura enfraquecerá e não terá as mesmas propriedades nutritivas. 

Kefir de água

Com 3 a 4 colheres de sopa de grãos de kefir, adicione 1 litro de água mineral ou de coco e 1/4 de xícara de açúcar mascavo em um recipiente. 

Para obter o kefir ideal, dilua bem e cubra o local com papel toalha. Deixe a mistura em um local escuro e de temperatura ambiente por 24 a 72 horas. 

Armazenamento 

Após a fermentação completa, o kefir pode ser guardado na geladeira e ser consumido em até sete dias. 

Grãos de kefir em barro ao lado do kefir já fermentado com leite
Legenda: O kefir possui uma série de vitaminas e nutrientes fornecidos por microrganismos vivos
Foto: Shutterstock

Se durante o processo de fermentação a pessoa não possa dar atenção, o recipiente pode ser armazenado por até 15 dias. Em geladeiras, a fermentação é mais lenta. 

Congelamento 

Luísa Rolim afirma que os grãos de kefir podem ser congelados por até 1 ano. Quando congelados, eles entram em estado de "dormência". 

Isso significa que os grãos vão demorar muito para crescer e se desidratar. A reativação para a preparação da mistura com leite ou água pode demorar de 8 a 15 dias após o descongelamento. 

Pode lavar?

O kefir não pode ser lavado, pois o chamado "gel protetor" do grão é removido. A camada é produzida novamente, mas é um processo mais demorado. 

A lavagem com água mineral só é indicada no ato do processo de desidratação.

Indicações e contraindicações

Intolerantes a lactose podem tomar?

Segundo Luísa Rolim, o grão do kefir consome praticamente toda a lactose do leite. Pessoas com intolerância leve podem consumir sem problemas, mas é indicado sempre ser acompanhado por um profissional. 

Já quem sofre com intolerância a lactose severa, é preciso investigar com um médico a sua sensibilidade ao produto. 

Alérgicos a leite não podem tomar o kefir de leite. Desse modo, é recomendado o consumo do kefir de água. 

Grávidas

Como é fonte de probióticos e vitaminas, o kefir pode ser consumido normalmente por grávidas, assim como quem está amamentando.

*Luísa Barreto Rolim é nutricionista Clínica formada pela Universidade de Fortaleza (Unifor) e pós-graduanda em Nutrição Clínica Funcional (VP - Centro de Nutrição Funcional). Atua com foco em emagrecimento e patologias.