Zé do Valério percorreu pelo menos 279 km até ser pego pela polícia do Ceará

Vaqueiro é suspeito de ter matado e estuprado universitária em Pedra Branca, em abril deste ano

Foragido da polícia há mais de dois meses, o vaqueiro Zé do Valério, suspeito de estuprar e matar a universitária Danielle Oliveira Silva, em Pedra Branca, percorreu diversas localidades do sertão cearense e escapou de várias operações policiais até ser capturado. A caçada ao suspeito começou no município onde ocorreu o crime e terminou em Buriti dos Montes, no Piauí.

Legenda: Suspeito de matar e estuprar universitária em Pedra Branca, Zé do Valério foi preso nesta sexta-feira (12)
Foto: Divulgação

Se forem contabilizadas as distâncias entre as cidades onde o suspeito foi visto ou abandonou pertences, o resultado é cerca de 279,6 km percorridos em pouco mais de dois meses, parte deles a pé - uma vez que Zé do Valério abandonou a motocicleta no meio do caminho.

Durante a fuga, o vaqueiro roubou uma moto, invadiu uma casa, furtou comida, mas sempre escapava do cerco policial se escondendo na mata.

Veja a cronologia da caçada:

25 de abril - Polícia identifica Zé do Valério como suspeito de estuprar e matar Danielle Oliveira

30 de abril - Vaqueiro invade casa, pede comida e rouba moto em Senador Pompeu

3 de junho - Suspeito é visto na zona rural de Independência e foge deixando vários pertences na mata

18 de junho - Zé do Valério abandona a motocicleta que usava em Pedra Branca

21 de junho - Troca de tiros com a guarda municipal em Buriti dos Montes (PI)

12 de julho - Polícia prende Zé do Valério em Buriti dos Montes (PI)

Legenda: A caçada a Zé do Valério durou mais de dois meses
Foto: Divulgação

 

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança