Suspeito de envolvimento na morte de dentista é preso em Jaguaruana

Outro suspeito está sendo procurado; dentista comemorava reeleição de prefeito quando foi agredido

foto
Legenda: Dentista foi socorrido, mas morreu seis dias após a agressão no IJF
Foto: Arquivo pessoal

Um suspeito de participar do homicídio de Lázaro Teles, dentista de 29 anos que morreu após ser agredido no último dia 15, em Jaguaruana, foi preso preventivamente nesta quinta-feira (26). Francisco Eduardo Pereira, de 38 anos, se entregou aos policiais. 

O dentista morreu no último sábado (21), após quase uma semana internado no Hospital Instituto José Frota, na capital. Após o resultado do pleito de Jaguaruana, no dia 15, Lázaro estava comemorando a reeleição do prefeito na Avenida Simão de Góis, quando foi agredido com socos e chutes pelos suspeitos. A motivação do crime ainda não foi revelada.

De acordo com o delegado Alysson Nunes, titular da Delegacia Municipal de Jaguaruana, a Justiça expediu mandados de prisão preventiva para Francisco e para outro suspeito, que está sendo procurado pelas equipes policiais. Ele afirma que Francisco compareceu à delegacia devido às diligências policiais pela cidade. "O outro, provavelmente nas próximas horas, nos próximos dias, deve ser encontrado", afirmou Nunes.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) não informou a identidade do outro suspeito e se há mais pessoas sendo investigadas. 

Na tarde de sábado (21), poucas horas após o falecimento, moradores da cidade realizaram uma caminhada em homenagem ao dentista e pediram justiça para o caso

Uma amiga da vítima relatou que Lázaro estava com um grupo de profissionais da saúde, quando por volta das 21h, três homens chegaram e começaram a agredir o dentista. Ela  Após ser golpeado no rosto, Lázaro caiu desacordado. Inconsciente e no chão, ele recebeu chutes na cabeça, ainda conforme o relato de amigos. 

O dentista foi socorrido com sangramento pelo ouvido para um hospital de Jaguaruana, e transferido para o HGF devido à gravidade do caso. 

A SSPDS informa ainda que a população pode contribuir com as investigações repassando informações pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o número (88) 3418-1370, da Delegacia Municipal de Jaguaruana.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança

Assuntos Relacionados