Ceará registra dois casos de importunação sexual no Carnaval de 2019

Segundo a SSPDS, um dos casos aconteceu em Caucaia e o outro, em Aquiraz

O primeiro Carnaval sob a vigência da Lei de Importunação Sexual teve dois casos registrados no Ceará. De acordo com informações divulgadas pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) na manhã desta quinta-feira (7). Os registros foram em Caucaia e em Aquiraz.

No Araturi, em Caucaia, um homem tentou beijar à força uma adolescente de 17 anos. Ele tentou fugir, mas foi preso em flagrante por policiais.

O segundo caso ocorreu na Praia do Presídio, em Aquiraz. A vítima foi uma menina de 11 anos. Um homem passou as mãos nas pernas e nádegas da criança quando ela estava numa piscina. O suspeito foi levado à delegacia do Eusébio. Lá foi registrado um Boletim de Ocorrência, mas o suspeito foi liberado.

O delegado que investiga o caso entendeu que não havia provas suficientes que justificassem uma prisão.

O Carnaval de 2019 foi o primeiro em que a lei nº 13.718, de 2018, esteve em vigor. Conforme o texto, o ato de importunação sexual (como beijos ''roubados'', toques e "apalpadas") prevê de um a cinco anos de prisão.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança