Cadela fica sobre corpo do tutor morto até a chegada da polícia no Vila União

Homem saía de casa quando foi abordado por criminosos e atingido por disparos na região da cabeça

Legenda: Mel, cadela criada pela filha de homem assassinado em frente de casa, protege corpo da vítima a chegada da PM no bairro Vila União.
Foto: Leabém Monteiro

Um homem morto a tiros em frente de casa no bairro Vila União, em Fortaleza, teve o corpo "protegido" pela cadela da família até a chegada da polícia, na manhã desta sexta-feira (25).

Mel, cadela criada pela filha da vítima, ficou em cima do corpo do homem que caiu de bruços na rua Jorge Acurcio, após ser atingido por disparos de arma de fogo na região da cabeça.

De acordo com testemunhas, a vítima estava saía de casa quando foi abordada pelos criminosos. No momento do crime, familiares da vítima ouviram os disparos e correram em direção a entrada da casa. Neste momento, segundo vizinhos, Mel também saiu e correu em direção ao corpo.

Depois de passar alguns minutos sobre o homem, ela foi retirada por familiares, depois da chegada da Polícia Militar, que isolou a área.

Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a vítima, do sexo masculino, ainda não foi identificada formalmente. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) compareceram ao local para colher os primeiros levantamentos que auxiliarão as investigações.

As polícias Civil e Militar estão fazendo buscas para elucidar o homicídio.
 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança