7 de Setembro: acompanhe em tempo real os atos em todo o país

Tensão política criada por ataques do presidente Bolsonaro a órgãos como TSE e STF marca os eventos do Dia da Independência

manifestantes ao lado do terminal da parangaba, em fortaleza
Legenda: Ato contra Bolsonaro em Fortaleza acontece na tarde desta terça-feira (7)
Foto: Thiago Gadelha

Uma série de manifestações está marcada para ocorrer neste 7 de setembro, feriado da Independência do Brasil. Os atos a favor e contra o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) estão previstos no Ceará e em diversos estados brasileiros.  

Entenda o acirramento político no País

Neste ano, a escalada de ataques de Bolsonaro contra membros dos poderes Legislativo e Judiciário é responsável pelo clima de tensão que cerca as comemorações do 7 de setembro. 

Ameaças de ruptura institucional e acusações contra ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Supremo Tribunal Federal (STF) são alguns dos embates. 

Nesse último sábado (4), inclusive, em Caruaru (PE), o presidente defendeu que ministros do STF sejam "enquadrados" pela população. 

Crise recente

O capítulo mais recente da crise política começou a se desenrolar no dia 29 de julho, quando Bolsonaro fez uma live e apresentou uma série de acusações de supostas fraudes no sistema de votação brasileiro. 

Até então, ele defendia a adoção do voto impresso e colocava em dúvida o sistema de votação eletrônico durante entrevistas e conversas com apoiadores.

Ao longo de mais de duas horas, na transmissão nas redes sociais, o chefe do Executivo Federal mostrou apenas teorias e vídeos que circulam na internet inverídicos, desmentidos, inclusive, por órgãos oficiais.

O TSE abriu um inquérito para investigar a conduta de Bolsonaro e enviou uma notícia-crime ao STF para que o chefe do Executivo seja investigado no inquérito das fake news. O pedido foi atendido pelo relator do inquérito, Alexandre de Moraes.