Vídeos flagram impacto das explosões em Beirute durante missa e ensaio de noiva; veja

Tragédia deixou pelo menos 135 mortos e cerca de 5 mil feridos

Legenda: Explosões em região portuária de Beirute deixou rastro de destruição e mortes
Foto: AFP

Um dia após a tragédia na área portuária de Beirute, capital do Líbano, usuários das redes sociais no mundo inteiro compartilharam vídeos que flagraram momentos do cotidiano atingidos pelos abalos provocados pelas explosões na capital libanesa.

As explosões deixaram pelo menos 135 mortos e cerca de 5 mil feridos, segundo o último boletim divulgado pelas autoridades. 

arte

Em um dos flagrantes, uma noiva tem seu ensaio fotográfico interrompido pela proporção. Israa Seblani sorria em uma praça, no centro de Beirute, quando é surpreendida pela explosão, em meio à fumaça na rua.

Em outro vídeo, um padre celebra uma missa, quando é atingido pelos escombros do teto da igreja. A cerimônia estava sendo transmitida ao vivo, por causa da pandemia do novo coronavírus, e não havia fiéis no local.

Clique para conferir imagens:

Legenda: Região portuária de Beirute, no Líbano, é atingida por explosão nesta terça-feira (4).
Foto: Anwar AMRO / AFP
Legenda: Paredes de prédios foram destruídas, janelas quebraram, carros foram virados de cabeça para baixo e destroços bloquearam várias ruas, forçando feridos a caminhar em meio à fumaça até hospitais
Foto: AFP
Legenda: Explosão levantou nuvem de fumaça em Beirute, no Líbano
Foto: Anwar Amro/AFP
Legenda: Bombeiros trabalham em área de explosão no Líbano
Foto: Anwar Amro/AFP
Legenda: Explosões causaram pânico na capital do Líbano, Beirute
Foto: AFP
Legenda: Explosões causaram estragos em Beirute, capital libanesa
Foto: AFP
Legenda: Armazenamento irregular de fertilizantes teria causado as explosões, segundo primeiro-ministro
Foto: AFP

No local da explosão, foi encontrada uma carga de nitrato de amônia, que é usado em fertilizantes e em explosivos. O governo libanês culpa o armazenamento irregular do material como causa da tragédia. 

Você tem interesse em receber mais conteúdo internacional?

Assuntos Relacionados