Roberto Cláudio anuncia a abertura de 178 novos leitos para Covid-19 até o fim da próxima semana

Alguns dos leitos previstos devem ser de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Neste fim de semana,10 novos leitos já serão instalados na UPA do Bom Jardim

Legenda: O prefeito anunciou a abertura dos mais de 170 leitos durante live realizada na manhã deste sábado (2)
Foto: Foto: Reprodução/Facebook

Entre este sábado (2) e o fim da próxima semana, devem ser abertos 178 novos leitos - sendo alguns de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) - voltados para o tratamento do novo coronavírus em Fortaleza. Foi o que afirmou o prefeito Roberto Cláudio durante live realizada em suas redes sociais, na manhã deste sábado (2).

A previsão é que, desses 178 novos leitos, 30 sejam destinados a Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Neste fim de semana, já serão abertos 10 leitos na UPA do bairro Bom Jardim e, ao longo da próxima semana, 10 na UPA do Vila Velha e outras 10 na UPA do Edson Queiroz.

Além disso, a Prefeitura planeja montar uma unidade voltada ao tratamento da Covid-19 no Frotinha do Antônio Bezerra, com 10 leitos de UTI e 19 leitos de suporte, a partir do início da semana que vem. 

No mesmo período, também devem ser abertos 63 novos leitos no Instituto Doutor José Frota (IJF) 2, sendo 14 de UTI e 49 de enfermaria. O bairro Antônio Bezerra, onde fica instalada a unidade de saúde, tem preocupado as autoridades devido à alta incidência da doença.  

O prefeito acrescentou ainda que, neste sábado, acontece a entrega do último bloco do hospital de campanha no estádio Presidente Vargas, com mais 56 leitos.

De acordo com o chefe do executivo municipal, outros 50 leitos podem ser abertos na capital cearense, para além dos 178 previstos. A ampliação para 228 leitos vai depender da chegada de 50 respiradores vindos de Cingapura no decorrer dos próximos dias. 

Um balanço da prefeitura, segundo ele, aponta que em 45 dias - desde o início da epidemia - foram abertos 447 novos leitos novos em Fortaleza, voltados especificamente para o tratamento da Covid-19. Deste total, 80 foram destinados ao tratamento de pacientes em UTIs.

Confira a lista dos novos leitos anunciados neste sábado: 

  • 10 na UPA do Bom Jardim;
  • 10 na UPA do Vila Velha;
  • 10 na UPA do Edson Queiroz;
  • 29 no Frotinha do Antônio Bezerra (10 de UTIs e 19 enfermarias);
  • 63 no IJF 2 (14 de UTIs e 49 de enfermaria);
  • 56 no Hospital de campanha do Presidente Vargas (último bloco).

Alerta ao isolamento domiciliar

Ainda durante a transmissão ao vivo, Roberto Cláudio voltou a alertar a população sobre a importância de manter o isolamento social, tendo em vista que a velocidade de contágio do novo coronavírus no momento é maior que a capacidade de atendimento. As UPAs da capital cearense, por exemplo, já operam com mais de 100% de sua capacidade. 

"O tempo de abertura de leitos é muito menor que o tempo de disseminação da doença. O melhor remédio é a prevenção e a prevenção é o cumprimento do isolamento domiciliar. Essa é a melhor forma de ter menos pessoas contaminadas, menos pessoas doentes e menos pessoas necessitando de um leito de internação", disse, ressaltando que pontos de aglomeração continuam a ser vistos em feiras livres e até mesmo em festas realizadas irregularmente na cidade.

"É muito importante entender que por mais que a gente não veja o vírus e de a gente achar que outra pessoa está saudável porque não tem sintoma respiratório, ambientes de aglomeração são favoráveis à disseminação do vírus".

Portanto, somou o prefeito, "é preciso consciência, responsabilidade cidadã de cada um de nós para podermos combater e enfrentar coletivamente esse grande desafio". 

Máscaras feitas no Ceará são distribuídas nos terminais

Entre quinta-feira (30) e o fim da manhã de ontem (1º), a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), já realizou a entrega de 21 mil kits com máscaras reutilizáveis fabricadas artesanalmente por costureiras do Ceará

A entrega gratuita do material aos usuários do transporte público ocorreu dentro dos sete terminais de Fortaleza. A Prefeitura esclareceu que são falsas as notícias que circulam em redes sociais de que as máscaras vieram da China e estão contaminadas.

"Essas máscaras que estão nos kits de alimentação escolar, nas cestas básicas e nos terminais são feitas com produto têxtil cearense, são produzidas por costureiras do estado do Ceará. Elas são lavadas antes de serem ensacadas e distribuídas gratuitamente", ressaltou o prefeito, em live transmitida em suas redes sociais na última quinta-feira (30).

Dados da Covid-19 no estado

O Ceará confirmou mais 85 mortes pelo novo coronavírus entre a manhã desta sexta-feira (1º) e a manhã deste sábado, chegando ao total de 590 óbitos. São 51 novos registros de mortes entre as 17h33 de ontem e a manhã de hoje e esse acréscimo é o maior para um único dia  - supera até mesmo o número registrado em 26 de abril, quando foram contabilizadas 50 novas mortes no dia.

O total de casos confirmados da doença também avançou, passando de 8.000 para 8.076 pessoas infectadas, aponta a plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde (Sesa), atualizada na manhã deste sábado (2).

Os números apresentados pela Sesa - e atualziados três vezes ao dia - fazem referência à confirmação no dia por meio de testes, podendo não corresponder necessariamente à data exata da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente.

Em comparação com o boletim epidemiológico divulgado pela Sesa às 17h33 desta sexta-feira, que cravava 8.000 diagnósticos positivos para a Covid-19, houve um acréscimo de 76 novos casos. A taxa de letalidade também cresceu de um boletim para outro, passando de 6.7% para 7.3%. 

Fortaleza é a cidade cearense a concentrar mais registros de Covid-19, com 453 óbitos e 6.151 casos confirmados neste sábado. Caucaia e Maracanaú, na Região Metropolitana, vêm em seguida com 304 e 162 casos, respectivamente. 

>Justiça estadual nega pedido de liminar para estabelecer "lockdown" no Ceará

>Moradores de bairros da periferia de Fortaleza formam redes de solidariedade

>Fecomércio-CE irá lançar banco digital com foco no segmento

Isolamento social prorrogado e medidas mais rígidas

O governador Camilo Santana anunciou a prorrogação do decreto que impede a formação de aglomerações e a realização de atividades consideradas não essenciais no estado. O governador fez o anúncio em coletiva realizada na noite desta sexta no Palácio da Abolição ao lado do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT). 

“Estamos aqui discutindo, não só a necessidade, que com certeza faremos, da prorrogação do decreto que vence na próxima terça-feira, mas estamos avaliando a necessidade de endurecermos as medidas aqui na capital, aqui em Fortaleza”, disse.

A medida que estabelece o isolamento social e o fechamento de alguns negócios no Ceará já havia sido prorrogada por três vezes. Se confirmado, este será portanto o quarto adiamento do fim do decreto para diminuir a transmissão do novo coronavírus no estado.

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza


Redação 29 de Outubro de 2020
Redação 29 de Outubro de 2020