Quem são os profissionais da 'linha de frente' de combate à Covid que estão sendo vacinados no CE

As doses de vacina contra Covid-19 recém-chegadas ao Estado são destinadas aos trabalhadores da área da saúde que apresentam maior risco de exposição ao coronavírus

vacinação de profissionais de saúde
Foto: Thiago Gadelha

Embora a meta para a primeira fase da campanha de vacinação contra a Covid-19 inclua a imunização de todos os profissionais da saúde, em um primeiro momento, só uma parcela deste grupo receberá as aplicações. A prioridade vai para os trabalhadores que atuam na linha de frente no combate à pandemia, uma vez que a quantidade de doses recém-chegadas não é suficiente para abranger a todos. 

De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), 76.700 doses do imunizante serão destinadas aos profissionais da linha de frente – que correspondem a 34% do total de trabalhadores da área da saúde. Essa parcela da população foi priorizada por terem maior risco de exposição ao coronavírus.

Esse grupo inclui aqueles que trabalham em: 

  • Enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) de Covid-19;
  • Transporte pré-hospitalar (Samu);
  • Unidades de Pronto Atendimento (UPAs);
  • Emergências de hospitais porta aberta;
  • Laboratórios de biologia molecular;
  • Centros de coleta, testagem e atendimento para Covid-19.

Além dos profissionais designados de acordo com a unidade em que atuam, também deverão receber as primeiras doses: 

  • Vacinadores;
  • Agentes comunitários de saúde (ACS);
  • Agentes de combate às endemias (ACE);
  • Enfermeiros, técnicos de enfermagem, técnicos em saúde bucal, médicos e dentistas da Estratégia de Saúde da Família (ESF). 

Posteriormente, quando o abastecimento de vacinas no Estado for ampliado, os demais profissionais de saúde serão imunizados ainda na primeira fase. 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza