Fortaleza recebe 80 mil doses nesta primeira fase de vacinação

As doses serão aplicadas no período de uma semana

Legenda: A Prefeitura de Fortaleza anunciou o Plano Municipal de Imunização na tarde desta segunda
Foto: Helene Santos/ Diário do Nordeste

Fortaleza receberá 80 mil doses da CoronaVac nesta primeira etapa da vacinação contra a Covid-19, prevista para iniciar nesta segunda-feira (18). Considerando que serão duas doses por pessoa, uma população de 40 mil será contemplada em sete dias. Os detalhes foram anunciados em entrevista coletiva concedida pelo prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), e a titular da Saúde, Ana Estela. 

Os trabalhadores da saúde que estão na linha de frente de combate à Covid-19, tanto em instituições públicas quanto privadas, serão vacinados neste primeiro momento, nos próprios locais de trabalho.

A vacinação começa oficialmente na tarde desta segunda, em solenidade no Hospital Leonardo da Vinci, na Aldeota.

São considerados profissionais ativos da linha de frente os que atuam em:

  1. Unidades hospitalares COVID: Enfermaria e UTI;
  2. Transporte pré hospitalar (SAMU);
  3. UPAS;
  4. Emergências de hospitais porta aberta;
  5. Vacinadores;
  6. Laboratórios de biologia molecular;
  7. Centros de coleta, testagem e atendimento COVID;
  8. ACS, ACE visitadores domiciliares, enfermeiros, técnicos de enfermagem, técnicos em saúde bucal, médicos e dentistas da Estratégia de Saúde da Família (ESF).

Novos grupos a serem vacinados

Na coletiva, foi anunciado que dois novos grupos entraram no bojo a ser vacinado nesta primeira fase. São eles: deficientes acima de 18 anos e cuidadores de idosos que estão em Instituições de Longa Permanência (ILPIs). Eles somam-se aos profissionais de saúde que atuam diretamente no enfrentamento da Covid-19 e idosos em ILPIs.

Somente as pessoas enquadradas nestes perfis poderão ser vacinadas neste período.

O prefeito Sarto projetou que, se houvesse vacina suficiente, a Capital teria capacidade para vacinar 14 mil pessoas por dia. A Cidade tem 79 equipes vacinadoras, sendo cada uma com cinco integrantes. 

A espera pela vacina 

Previsto para chegar às 14 horas, o voo que traz as doses da Coronavac agora deve vir somente por volta das 17 horas. O carregamento saiu do Centro de Distribuição do Ministério da Saúde, Guarulhos (SP), nesta manhã. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), a logística para a distribuição das vacinas ocorrerá por meio de aviões, helicópteros e caminhões, sendo seis rotas aéreas e duas terrestres. 

Além da Capital, serão contempladas 20 Áreas Descentralizadas de Saúde (ADSs) nos municípios de Maracanaú, Caucaia, Baturité, Itapipoca, Sobral, Tianguá, Camocim, Acaraú, Crateús, Juazeiro do Norte, Crato, Iguatu, Brejo Santo, Icó, Tauá, Quixadá, Canindé, Aracati, Russas e Limoeiro do Norte.

Entenda as fases e como será a vacinação, em Fortaleza 

Fase 1

1. Trabalhadores da saúde
Onde: nos locais de trabalho e agendamentos para centros de vacinação dos trabalhadores que não estão na linha de frente

2. Idosos a partir de 75 anos
Onde: na própria residência

3. Pessoas com 60 anos ou mais e deficientes acima de 18 anos institucionalizados;
Onde: in loco

4. População indígena aldeada em terras demarcadas
Onde: in loco

Fase 2 (ainda sem data)

Pessoas de 60 a 74 anos

Fase 3 (ainda sem data)

Pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença, tais como portadores de
doenças renais crônicas, cardiovasculares, dentre outras.

Fase 4 (ainda sem data)

1. Trabalhadores da Educação;
2. Forças de segurança e salvamento;
3. Funcionários do sistema prisional;
4. População privada de liberdade;
5. Pessoas com deficiência permanente severa;
6. Pessoas em situação de rua;
7. Transportadores rodoviários de carga;
8. Trabalhadores de transporte coletivo

Fontes: planos nacional, estadual e municipal de vacinação

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza