Grupos profissionais perdem prioridade de vacinação contra Covid para atendimento do público geral

A ideia é que os integrantes das categorias agora aguardem a chamada para imunização de acordo com a faixa etária

Vacinação do público geral na Capital tem início no domingo (6).
Legenda: Vacinação do público geral na Capital tem início no domingo (6).
Foto: Wânnyfer Monteiro

O início da vacinação geral contra a Covid-19 no Ceará fez com que alguns grupos perdessem prioridade na fila. Motoristas de transporte coletivo, trabalhadores de transporte metroviário, ferroviário e aquaviário, caminhoneiros e trabalhadores industriais, antes considerados prioritários na quarta fase da campanha de vacinação, agora devem aguardar seus agendamentos por faixa etária junto com a população geral.

Conforme a resolução 66 da Comissão Intergestores Bipartite do Ceará (CIB-CE) - , que envolve Governo do Estado e os gestores das 184 cidades cearenses -, publicada na última terça-feira (1º), a vacinação da população geral deve ocorrer de forma escalonada, seguindo, em ordem decrescente, as faixas etárias: 59 a 55 anos; 54 a 45 anos; 44 a 40 anos; 39 a 30 anos e 29 a 18 anos.

Em Fortaleza, a vacinação do grupo geral, por idade terá início no domingo (6). Por telefone, a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou ao Diário do Nordeste que a decisão de retirada dessas categorias da prioridade e a inclusão no grupo geral segue a decisão da CIB-CE.

Na Capital, referente à quarta fase, foram priorizados na vacinação os grupos:

  • Pessoas em Situação de Rua;
  • Trabalhadores da Educação do Ensino Básico (creche, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA);
  • Trabalhadores da Educação do Ensino Superior;
  • Trabalhadores de Transporte Aéreo;
  • Trabalhadores Portuários;
  • Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade

Já os demais foram retirados, e incluídos na vacinação do público geral: 

  • Trabalhadores do Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros;
  • Trabalhadores de Transporte Metroviário e Ferroviário;
  • Trabalhadores de Transporte Aquaviário;
  • Caminhoneiros;
  • Trabalhadores Industriais.

Os municípios que aplicaram 90% ou mais da primeira dose nos grupos prioritários da terceira fase podem avançar para a etapa do público geral. 

Conforme mostrado pelo Diário do Nordeste, dos 184 municípios do Ceará, 85 já estão aptos a iniciarem a vacinação da população em geral contra a Covid-19. 

O documento da CIB orienta que os agendados devem comparecer aos locais de vacinação portando documento de identificação com foto, CPF, Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e comprovante de endereço.

Frustração

Para o analista logístico Saulo Alves, 32, que esperava ser vacinado no grupo de trabalhadores da indústria, a retirada de prioridade foi uma frustração. Desde o último domingo (30), ele conta que atualizava diariamente as listas de agendamento para checar se eram contemplados seu nome e de seus colegas de trabalho.

A gente sabia que nessa semana ia sair [lista] dos professores. Fiquei na expectativa, mas a minha não saía. Aí comecei a achar que tinha algo errado”
Saulo Alves
Analista logístico

Saulo está trabalhando em home office desde março de 2020. Nunca teve Covid-19. Sua esposa, que está grávida, tomou a primeira dose há duas semanas. “Pra mim, era uma alegria, porque nós dois seríamos vacinados [na mesma época]”.

Decisão pactuada por Comissão

Em nota, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) não comentou diretamente a retirada de grupos da prioridade para a vacinação nesta quarta fase, mas reforçou que a decisão de antecipar a vacinação na população geral foi pactuada pela CIB para "dar maior celeridade à aplicação das doses e uma amplitude maior de público, com objetivo de proteger parcelas da população com maior incidência de internações e óbitos pela doença".

Segundo a pasta, "mais da metade dos casos graves de Covid-19 no Ceará ocorre em pessoas entre 50 e 60 anos".

A Sesa ainda destacou que "o início da vacinação na população geral não inviabiliza as aplicações de doses nos grupos prioritários anteriores, como profissionais da saúde, idosos, pessoas com comorbidades ou deficiência, gestantes e trabalhadores de categorias antecipadas nas fases prioritárias (trabalhadores da Educação, forças de Segurança e Salvamento, Forças Armadas, funcionários do Sistema de Privação de Liberdade, trabalhadores portuários e do transporte aéreo)".

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza