Plantas suculentas: tipos, cuidados e como usar na decoração

Utilizadas em casas e apartamentos, elas são conhecidas pela capacidade de adaptação mesmo em ambientes secos

Plantas suculentas em vasos e dispostas em uma mesa azul
Legenda: As suculentas são conhecidas pela utilização na decoração de casas
Foto: Shutterstock

Conhecidas pela capacidade de passarem semanas sem uma gota de chuva sequer, as plantas suculentas são definidas como diversas espécies vegetais que mantém um considerável acumulo de água em suas partes, raízes, caule e folhas.

Essa é a principal explicação dada pela bióloga Rayane de Tasso Moreira*, que determina o acúmulo de água como o grande diferencial dessas espécies. Segundo ela, essa característica torna possível a essas plantas a possibilidade de sobrevivência mesmo em condições mais secas

"Não são poucas espécies que compreendem as suculentas. Elas possuem esse considerado acúmulo de água e isso acaba sendo uma estratégia para a sobrevivência delas, o que faz com que elas sejam muito comuns em climas áridos ou semi-áridos", pontua. 

Ao todo, segundo estudos científicos, existem pelo menos seis mil espécies identificadas de plantas suculentas. No entanto, entre elas, as mais comuns são as Agaváceas, Cactáceas e Crassulaceae

Além dessas, conhecidas pelo nome científico, existem algumas outras, como é o caso da 'Colar de Pérolas', com as folhas que parecem ervilhas verdes, ou a 'Rosa de Pedra', que possui a aparência de um desabrochar de uma rosa. 

Plantas suculentas têm flores?

Conforme Rayane de Tasso Moreira, as plantas suculentas podem apresentar floração ao longo dos períodos do ano. "As cactáceas, por exemplo, apresentam flores vistosas com pouca duração. As Stapelias possuem flores grandes que lembram uma estrela, chamada 'cacto estrela, flor estrela'", expõe.

foto de várias suculentas em vaso
Legenda: Geralmente, as suculentas são vendidas em vasos pequenos, mas podem ser replantadas
Foto: Shutterstock

"É um grupo muito diverso e podemos ver um padrão bem diverso de tamanhos e cores, tanto nas flores como nas folhas", continua ela. As cactáceas, ela explica, tem flores mais vistosas e duração bem curta. Enquanto isso, têm espécies com flores bem pequenas. 

Como plantar

Nesse ponto, a bióloga ressalta que, na maioria das vezes, as suculentas já são adquiridas em vasos pequenos, cabendo ao proprietário definir se ela será replantada ou não.

"Elas podem ser plantadas em outros vasos, mas vale considerar o tamanho da planta, observar a vazão da água no recipiente também", diz a especialista ao informar que esse tipo de planta não pode passar muito tempo com excesso de água. 

Uma dica, nesse ponto, seria acrescentar pedrinhas de brita no vaso em questão. Dessa forma, a drenagem é facilitada, evitando a presença massiva da água no substrato arenoso. 

Como plantar uma suculenta a partir das folhas?

Para criar  mudas de suculentas, o processo não é tão complicado e é necessário seguir pelo menos três passos de manejo.

Confira:

  • Corte parte da roseta da suculenta e retire as folhas saudáveis da parte de baixo do caule. Também é possível pedir folha de uma suculenta a alguém;
  • Sem terra, coloque as folhas em um prato limpo ou em uma caixa de ovos, para logo depois colocá-las em exposição a um local seco e com luz natural;
  • De três a quatro semanas, as folhas devem brotar no recipiente, mas não é necessário regar;
  • Quando as mudas brotarem com raízes, basta acomodá-las em cima da terra e cobrir delicadamente as raízes. Por aqui, já é possível regar;
  • O esperado é que a folha original murche e logo se solte da muda. Dessa forma, a folha seca pode ser retirada do vaso. 

Como plantar uma suculenta a partir de sementes?

Por aqui, o processo também não é dos mais complicados. Para o solo, basta utilizar meia porção de areia de construção e mais meia porção de terra vegetal. 

Para esterilizar o solo, coloque-o no sol até a secagem completa, revirando ao logo do dia, mas deixando completar o prazo de 24h.

planta suculenta em formato de flor vermelha
Legenda: As plantas suculentas devem estar expostas ao sol e não podem ficar em um solo muito úmido
Foto: Shutterstock

Por fim, ponha o substrato na vasilha ou vaso, acrescentando as sementes em seguida para logo depois umedecer o solo. Será necessário tampar o recipiente e observar a evolução ao longo dos dias. 

Como cuidar

Após a plantação, o próximo passo também é básico: aprender como cuidar da suculenta de forma saudável. Ainda segundo os ensinamentos repassados pela bióloga Rayane de Tasso Moreira, a atenção à umidade, por exemplo, será essencial nessa etapa.

"Cuidado com a rega em excesso, isso pode matar suas suculentas, lembro sempre muito disso. Será importante não regar demais, manter elas em sol frequente e sempre estar atento para manter o solo seco", esclarece a profissional.

Esse cuidado inclui até mesmo os locais onde elas podem estar dispostas em casa, já que são utilizadas na decoração de espaços. "Vale lembrar, claro, que elas podem fazer parte da decoração, tanto em locais externos como internos. Basta atentar-se a luz solar permanente do local para que sua planta esteja sempre bem", finaliza Rayane. 

*Rayane de Tasso Moreira Ribeiro é Bióloga (UFC), mestra (USP), Doutora e Pós-Doutora em Botânica (UFRPE). Além disso, é professora (SEDUC-CE) e Coordenadora assistente da Iniciativa de Guias de Campo do Museu Field de História Natural (Keller Science Action Center, Chicago, EUA).