Universitários e estudantes do Ensino Médio do Ceará terão tablets para estudar, diz Camilo

A medida é válida para alunos das instituições de ensino da rede estadual. A ideia é melhorar o acesso às aulas remotas, implementadas por causa da pandemia da Covid-19, afirmou o governador

A ideia é melhorar o acesso às aulas remotas, implementadas por causa da pandemia da Covid-19
Legenda: A ideia é melhorar o acesso às aulas remotas, implementadas por causa da pandemia da Covid-19
Foto: Shutterstock

O governador Camilo Santana anunciou, na manhã desta terça-feira (1°), que a partir de 2021, os alunos do ensino Médio na rede pública estadual receberão tablets para ajudá-los nos estudos, fazendo da tecnologia uma aliada. A declaração ocorreu durante um seminário sobre o Ensino Médio integral. Mais tarde, a assessoria do governo informou que o benefício também se estende a universitários em instituições do Estado.

A ideia é melhorar o acesso às aulas remotas, implementadas por causa da pandemia da Covid-19.

"A pandemia mostrou a importância da conectividade, da comunicação pela internet.", afirmou Camilo Santana, acrescentando o Governo está distribuindo chips com 20 megabytes para os 347 mil alunos da rede pública do Ceará e para alunos de baixa renda das universidades estaduais.

Legenda: Segundo o governador, a meta do Governo do Ceará a universalização das escolas de tempo integral no Estado, fomentando cada vez mais o protagonismo juvenil
Foto: Reprodução

Segundo o governador, a meta do Governo do Ceará a universalização das escolas de tempo integral no Estado, fomentando cada vez mais o protagonismo juvenil. Para ele, os investimentos direcionados à Educação trazem resultados significativos quanto à diminuição da evasão escolar, que caiu de 17% para 3%, de acordo com o governador.

O importante é que os alunos se conectem com as comunidades, envolvê-las, de forma que eles prestem serviço e orientação a elas", disse.

Quero receber conteúdos exclusivos do EducaLab