Inscrições para o Prouni começam na próxima terça (12); consulta já está disponível

Primeiro lote de vagas é destinado a candidatos que prestaram o Enem 2019

Prouni oferece bolsas integrais e parciais a interessados em estudar em universidades particulares.
Legenda: Prouni oferece bolsas integrais e parciais a interessados em estudar em universidades particulares.
Foto: Shutterstock

As 162.022 bolsas de estudo ofertadas no primeiro semestre deste ano pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) já estão disponíveis para consulta prévia. As inscrições para concorrer ao auxílio abrem na próxima semana, entre terça-feira (12) e sexta-feira (15), segundo o Ministério da Educação (MEC). Os resultados da seleção estão previstos para serem divulgados em 19 de janeiro (primeira chamada) e 1º de fevereiro (segunda chamada).

Interessados em ingressar no ensino superior por meio do programa podem, na consulta, se informar sobre disponibilidade de cursos, turnos, instituições, campus e quantidade de bolsas integrais e parciais, presenciais e a distância.

Neste semestre, são ofertadas pelo Governo Federal 76.855 bolsas integrais (o equivalente a 47,4% do total) e 85.167 parciais (52,5%) em todo o País. A maior parte distribuída nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. O Ceará tem 4.103 vagas, sendo 1.917 integrais e 2.186 parciais.

Quem pode requisitar a bolsa?

O Prouni é um apoio financeiro aos estudantes que buscam vagas em instituições de ensino superior particulares. Para concorrer às bolsas integrais, os candidatos devem:

  • Ter renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo;
  • Ter feito a edição mais recente do Enem (no caso, a de 2019, visto que a de 2020 será neste mês de janeiro) e alcançado, no mínimo, 450 pontos de média nas notas;
  • Não ter zerado a prova de redação;
  • Atender a pelo menos uma das condições: ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede privada, na condição de bolsista integral; ser pessoa com deficiência; ser professor da rede pública de ensino.

Já para concorrer às bolsas parciais, ou seja, de 50%, os candidatos devem:

  • Ter renda familiar bruta mensal de até 3 salários mínimos por pessoa;
  • Ter feito a edição mais recente do Enem e alcançado, no mínimo, 450 pontos de média nas notas;
  • Não ter zerado a prova de redação;
  • Atender a pelo menos uma das condições: ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede privada, na condição de bolsista integral; ser pessoa com deficiência; ser professor da rede pública de ensino.

Prouni e pandemia

Devido à pandemia de Covid-19 e ao fato de que a edição de 2020 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) só será realizada neste mês, o primeiro lote de vagas do Prouni deve beneficiar candidatos que prestaram o exame em 2019.

Segundo o MEC, o próximo processo seletivo do Prouni, referente à 2ª edição de 2021, será após a divulgação do resultado do Enem 2020 (previsto para 29 de março).

Quero receber conteúdos exclusivos do EducaLab