Gabarito oficial do Enem 2020 é divulgado nesta quarta-feira (27)

Informações estão disponíveis no site do Inep

foto
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou nesta quarta-feira (27) os gabaritos oficiais das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Os participantes poderão conferir as respostas corretas do exame no site do Inep e no aplicativo do Enem. 

Confira os gabaritos:

1º Dia - Caderno 1 – Azul – Aplicação Regular

1º Dia - Caderno 2 – Amarelo – Aplicação Regular

1º Dia - Caderno 3 – Branco – Aplicação Regular

1º Dia - Caderno 4 – Rosa – Aplicação Regular

1º Dia - Caderno 4 – Rosa (Ampliada) – Aplicação Regular

1º Dia - Caderno 4 – Rosa (Superampliada) – Aplicação Regular

1º Dia - Caderno 9 – Laranja (braile e ledor) – Aplicação Regular

1º Dia - Caderno 10 – Verde (Libras) – Aplicação Regular

2º Dia - Caderno 5 – Amarelo – Aplicação Regular

2º Dia - Caderno 6 – Cinza – Aplicação Regular

2º Dia - Caderno 7 – Azul – Aplicação Regular

2º Dia - Caderno 8 – Rosa – Aplicação Regular

2º Dia - Caderno 8 – Rosa (Ampliada) – Aplicação Regular

2º Dia - Caderno 8 – Rosa (Superampliada) – Aplicação Regular

2º Dia - Caderno 11 – Laranja (braile e ledor) – Aplicação Regular

2º Dia - Caderno 12 – Verde (Libras) – Aplicação Regular

Enem 2020

O Enem impresso foi aplicado nos dois últimos domingos, dias 17 e 24 de janeiro. No primeiro dia de prova, os estudantes os participantes responderam 45 questões de ciências humanas, 45 questões de linguagens e códigos e fizeram a redação. No segundo dia, foram aplicadas 45 questões de matemática e outras 45 de ciências da natureza.

Notas finais

A divulgação do resultado das provas e da redação ocorre em 29 de março. Mesmo sabendo o número de questões acertadas, não é possível calcular a nota das provas. Isso porque o Enem é corrigido com base na chamada teoria de resposta ao item (TRI), que considera a coerência de cada estudante na própria prova e outros fatores.

De acordo com o Inep, cerca de 2,5 milhões de candidatos fizeram as provas este ano, número que representa menos da metade dos participantes inscritos nas provas. A versão digital do Enem 2020 será aplicada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Reaplicação do exame 

Até sexta-feira (29), candidatos que não puderam comparecer no primeiro ou no segundo dia de prova do exame podem solicitar a reaplicação do exame. Apenas os estudantes impossibilitados por estarem com sintomas de Covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa e aqueles que não conseguiram fazer as provas por problemas logísticos têm direito à reaplicação.

Logística

Após a aplicação do exame no último domingo (24), começou a chamada etapa de logística reversa. Nela, os chefes de sala conferem os cartões-resposta e as folhas de redação e de rascunho dos candidatos presentes e ausentes. Esse material é colocado em malotes que são enviados para as centrais de correção do consórcio aplicador.

Segundo o Inep, o processo é feito com escolta militar. Os veículos usados no transporte dos malotes são monitorados por satélite e contam com um sistema de segurança máxima da carga transportada. A realização do Enem, antes e após a aplicação, envolve o Exército, a Polícia Civil, Polícia Militar, Bombeiros, a Polícia Federal, as secretarias de Segurança e a Polícia Rodoviária Federal.

Quando recebe os malotes, o consórcio aplicador digitaliza os cartões com as respostas e as folhas de redação. Os arquivos digitalizados das redações são repassados às equipes responsáveis pela correção dos textos. O Inep explica que, para garantir isonomia na correção, as redações são enviadas aos mais de 9 mil corretores sem a identificação dos participantes.

A correção das provas objetivas é feita por meio de uma tecnologia de reconhecimento do cartão-resposta. O cálculo da nota, usando a TRI, é feito pelo consórcio aplicador e pelos pesquisadores do Inep, que também são responsáveis pela conferência e a solução de eventual discrepância.

Quero receber conteúdos exclusivos do EducaLab