Com o Enem se aproximando, saiba como estudar atualidades para se dar bem na prova

O Exame Nacional do Ensino Médio exige que os alunos busquem conhecimentos para além da escola, estudando acontecimentos gerais, do Brasil e do mundo

Legenda: As provas do Enem em 2021 serão realizadas nos dias 21 e 28 de novembro
Foto: Shutterstock

Ao longo dos meses de outubro e novembro, o projeto Vem Enem, realizado pelo Sistema Verdes Mares em parceria com a Universidade de Fortaleza (Unifor), vai disponibilizar conteúdos exclusivos a respeito do Exame Nacional do Ensino Médio. Os 14 temas serão divididos nas principais temáticas que podem cair na avaliação, que este ano será realizada nos dias 21 e 28 de novembro. No portal oficial do Vem Enem, os alunos têm acesso a apostilas, vídeos de professores, simulados, podcasts e outras ferramentas gratuitas para auxiliar nos resultados. 

Dicas de como evitar a ansiedade na véspera da prova, como administrar o tempo de estudos até os melhores alimentos que influenciam o desempenho durante a prova estão entre os temas que serão abordados. No primeiro conteúdo, o foco será em como estudar atualidades e de que forma os assuntos podem ser cobrados no exame. 

De acordo com Leonardo Martins, professor de geografia e atualidades, o Enem é um vestibular interdisciplinar, ou seja, são questões que abordam diversas temáticas e, dentre elas, se faz necessário ter o conhecimento de fatos atuais. “Chamamos de atualidades todos os assuntos relevantes que ocorreram desde a criação da ONU (1945) aos dias de hoje. Dentro das ciências humanas, a atualidades aparece como complemento para os assuntos abordados nas questões. Sejam questões de história, geografia, sociologia ou geopolítica”, afirma.  

Quando o assunto é passar no vestibular, os estudantes têm a falsa compreensão de que precisam estar sabendo de todas as notícias do Brasil e do mundo decoradas e em detalhes. No entanto, o aluno precisa estar preparado e ciente dos fatos ocorridos e para saber associá-los e contextualizá-los de acordo com os contextos sociais e históricos apresentados. 

Para o professor e historiador André Rosa, estudar atualidades é a leitura, é o acompanhamento das notícias e matérias por meio de sites e jornais. Porém, se faz necessário a checagem das notícias devido à grande incidência de fake news. Leonardo complementa as formas de estudo citando as redes sociais como Instagram, Twitter e podcasts. “Ratifico que seguir perfis de notícias no Instagram, Facebook e, principalmente, no Twitter, vão amplificar o contato do aluno aos assuntos que estão em destaque. E claro, podcasts e os mais diversos canais no YouTube”, enfatiza. 

Outra dica importante e que contribui bastante com o aprendizado é estar atento e assistir filmes, séries, documentários que transmitam conteúdos relevantes. 

Possíveis temas que podem cair na prova 

Assuntos e temas que se destacaram durante o ano têm grandes chances de serem incluídos nas questões do Enem. “Hoje em dia se fala muito de questões sociais, com a situação ligada às desigualdades, saúde pública por conta da pandemia, a questão da economia ligada aos empregos que também não deixa de ter uma ligação com a pandemia”, ressalta André Rosa, que ainda cita problemas ligados à internet, como bullying, perseguições e relações sociais.  

Datas marcantes também precisam ser levadas em consideração durante os estudos. “As efemérides são as várias datas que se destacam no nosso ano de 2021, a exemplo: 30 anos de fim da Guerra Fria, 10 anos de Guerra na Síria, 20 anos do atentado as Torres Gêmeas, 30 anos do fim da União Soviética, 20 anos sem o geógrafo Milton Santos, 10 anos do acidente nuclear de Fukushima, dentre outros”, contextualiza Leonardo Martins. 

Leonardo ainda aposta em temas ligados a problemas ambientais, como as queimadas e desmatamentos que levam aos problemas climáticos. Além disso, sugere o estudo de assuntos ligados aos conflitos com o Oriente Médio, xenofobia, política internacional, envelhecimento demográfico e crises energéticas. Tanto André quanto Leonardo citaram a importância de abordar a saúde mental nos estudos.  

Manter-se sempre atualizados dos acontecimentos, além de garantir boas noites de sono, a prática de exercícios regulares e uma boa alimentação faz com que o organismo absorva melhor os conteúdos aprendidos ao longo do processo. 

Outras datas do Enem 

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), os estudantes que tiveram isenção na prova de 2020 e não compareceram ao exame irão realizar a prova em uma data diferente, nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022.  

Use a nota do Enem 

A Unifor preparou um ambiente especial para os alunos tirarem as principais dúvidas sobre o Enem. Por meio de cadastro no portal oficial do Vem Enem, os estudantes podem conferir apostilas, vídeos de professores, simulados e outros conteúdos para potencializar os resultados na prova, tudo de forma gratuita.

Inclusive, o ingresso dos alunos na Unifor pode ser realizado com a nota obtida no Enem, o que facilita o acesso dos estudantes. Saiba mais em:  

Site: https://www.unifor.br/enem

Quero receber conteúdos exclusivos do EducaLab

Assuntos Relacionados