Caucaia retoma aulas presenciais de forma experimental

O formato atende 90 alunos da escola Coronel Raimundo de Oliveira

Aluna na escola Coronel Raimundo de Oliveira, em Caucaia, em retorno às aulas presenciais
Legenda: Na chegada dos alunos, todos passam por uma fila para a higienização das mãos e aferição de temperatura
Foto: Divulgação Prefeitura de Caucaia

A Prefeitura de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, deu início ao plano experimental de volta às aulas presenciais nesta segunda-feira (5), após mais de um ano e meio no ensino remoto. 

O formato vai atender 90 alunos do 1º ano ao 5º ano da escola Coronel Raimundo de Oliveira, no bairro Padre Júlio Maria. Os critérios de escolha desta escola envolveram desde a estrutura da instituição à adesão da comunidade. O Plano de retomada também foi acordado com o Ministério Público Estadual (MPCE). 

"É uma das nossas maiores escolas, com um dos maiores pátios. Além disso, como deixamos livre a escolha, a prioridade para decisão foi a que tivesse uma maior adesão do núcleo gestor e da comunidade para viver esta experiência", explica a secretaria da Educação de Caucaia, Emília Pessoa. 

O período experimental acontece até o próximo dia 23 de julho, segundo Pessoa, e depois será analisado para uma possível expansão às outras 187 unidades do Município, com previsão até setembro

Neste primeiro momento, as aulas presenciais acontecem às segundas, quartas e sextas. As terças e as quintas são destinadas a momentos recreativos, mas sem nenhum uso de brinquedos ou material coletivo.

O modelo de ensino remoto continua para os alunos da escola que não optaram por retornar, ainda segundo destaca a secretária.

"Inclusive todos os profissionais foram vacinados e assinaram um termo escolhendo voltar, mas não foi obrigatório. Existem professores ainda no ensino à distância", destaca.

Protocolos sanitários

Para garantir a segurança sanitária, funcionam apenas quatro turmas na unidade escolar, sendo duas por turno. 

Conforme a Prefeitura, a escola foi toda adaptada com cartazes de orientação e indicações de onde sentar, para evitar aglomerações nas salas de aula e nas demais dependências. 

Na chegada dos alunos, todos ainda passam por uma fila para a higienização das mãos e aferição de temperatura. 

 

 

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos do EducaLab