Ghosn é libertado em Tóquio após fiança de 1bi de ienes

O julgamento do brasileiro não está marcado, mas não deverá ocorrer em até seis meses, segundo a avaliação de advogados