Bahia tem 37 cidades com comunidades embaixo d'água, diz governador Rui Costa

Chefe do executivo estadual classifica o cenário como uma tragédia gigantesca

Inundações na Bahia
Legenda: De Minas Gerais, do Rio de Janeiro, da Bahia nos chegaram informações sobre tempestades, vendavais, alagamentos, riscos de deslizamentos.
Foto: Reprodução TV Bahia

Subiu para 37 o número de cidades baianas atingidas por enchentes, após as fortes chuvas da última semana. O novo levantamento foi divulgado pelo governador Rui Costa, na tarde deste domingo (26), após um sobrevoo de helicóptero. 

"Fiz o sobrevoo das cidades de Itajuípe e Itabuna e as imagens são muito fortes. Na história recente da Bahia, não lembro de tragédia tão grande", disse o governador em comunicado nas redes sociais. 

Segundo ele, o número de bases avançadas do Governo do Estado foi ampliado para Vitória da Conquista, Ipiaú, Itapetinga e Vale do Jiquiriça, além de Ilhéus e Itamaraju.

"Vamos seguir na região neste domingo monitorando as ocorrências e identificando as ações prioritárias neste momento. Asseguro que daremos toda a assistência necessária às vítimas das enchentes e aos Municípios, reconstruindo essas cidades que foram destruídas pelas chuvas", declara. 

'Tragédia gigantesca', diz governador

Em entrevista a TV Bahia, Rui Costa classifica o cenário como uma tragédia jamais vista. "Acabei de chegar aqui de Itabuna e Itajuípe e as imagens são muito fortes. Infelizmente em Itabuna e Ilhéus há uma grande quantidade de casas completamente debaixo de água. Em Itajuípe, todo o centro completamente debaixo d`´água, então é uma tragédia gigantesca", disse.

Ainda neste domingo (26), o número de mortos decorrentes das enchentes na Bahia subiu para 18, conforme o Corpo de Bombeiros do Estado. 

A mais recente vítima é o dono de uma balsa que foi levado pela correnteza no Rio das Contas, no município de Aurelino Leal. Ele morreu por afogamento após o cabo de aço que prendia a balsa à terra se romper. 

Barragem rompe em Jussiape

A barragem do município de Jussiape, na Chapada Diamantina, rompeu neste domingo (26), segundo informações G1. Moradores da região foram orientados a deixar suas casas. 

Esta é a segunda represa a romper no Estado nos últimos dois dias. Neste sábado (25), o rompimento de uma barragem em Vitória da Conquista deixou cidades em alerta

Segundo a prefeitura de Vitória da Conquista, não houve feridos nem foram registrados graves prejuízos para as localidades nas proximidades. A gestão havia avisado com antecedência a população local. Além disso, assim que teve conhecimento do rompimento, também avisou Itambé.