Soro caseiro: o que é, para que serve e como fazer

Solução repõe os líquidos e sais minerais perdidos quando as pessoas estão com vômitos e/ou diarreias

Soro caseiro
Legenda: Especialista orienta que o composto pode ser usado por adultos, crianças e bebês, exceto os que mamam exclusivamente no peito. É contraindicado, também, às pessoas com hipertensão e/ou diabetes
Foto: Shutterstock

O soro caseiro é um composto feito por água, sal e açúcar que é muito usado para tratar desidratação causada por vômitos e diarreias, podendo ser usado por adultos, crianças e bebês, exceto os que mamam exclusivamente no peito. É contraindicado, também, às pessoas com hipertensão e/ou diabetes.

De acordo com a nutricionista Fabiana Belini, a solução não trata vômitos ou diarreias, mas repõe os líquidos e sais minerais perdidos quando as pessoas estão nestas condições. Assim, chama atenção, é importante seguir todas as orientações do médico para controlar os sintomas.

"Um corpo desidratado é quando existe a perda de líquidos e quando elas são maiores que os ganhos. O nosso organismo perde líquidos constantemente através do suor, urina e fezes. Portanto, é preciso manter a hidratação do corpo de forma balanceada", explica.

Ela ainda orienta que o soro caseiro não pode ser tomado se a pessoa não tiver com sintomas de desidratação. Quando eles acabarem, o uso deve ser suspenso. "O tempo de tratamento deve ser respeitado", diz.

Sintomas de desidratação

Fabiana Belini afirma que existe uma orientação geral que devemos ofertar cerca de 35ml/kg de peso adulto para garantir uma hidratação correta.

A nutricionista elenca algumas formas clínicas de observar sintomas de desidratação, como o observar a cor e o odor da urina — que pode apresentar uma cor mais alaranjada, além de um odor mais forte — e se a pele está mais ressecada.

"O tratamento da desidratação deve ser adequado e indicado por um médico. Em casos simples, a oferta de água pode ser utilizada e orientada como forma de tratamento. Por outro lado, em caso de perdas de líquidos de forma aguda (em casos de diarreias e vômitos), a intervenção com soro via oral poderá ser uma opção. Em alguns casos, precisa ser aliado ao tratamento as sondas intravenosas", informa.

Como fazer soro caseiro?

Para preparar o soro caseiro com a colher medida padrão basta misturar:

  • 1 copo (200ml) de água mineral, filtrada ou fervida;

  • 2 medidas de açúcar;

  • 1 medida de sal.

Se você não tem a colher padrão, não há problema. É possível utilizar uma balança de precisão, de cozinha, para chegar aos seguintes valores:

  • 20g de açúcar (1 colher de sopa);

  • 3,5g sal (1 colher de café);

  • 1 litro de água filtrada ou fervida.

Misturar todos os ingredientes e beber várias vezes ao longo do dia.

Conforme a profissional, a durabilidade do soro caseiro é de 24 horas e, se for necessário usar por vários dias, a cada 24 horas deverá ser preparado uma nova receita. "Ideal é armazenar ao longo do dia, na geladeira", indica.

"Em todo os casos, vale ressaltar que a distribuição correta e proporcional dos ingredientes é vital. Afinal, erros podem provocar efeitos reversos e prejudicar o tratamento. Por isso, existem precauções que precisam ser tomadas", acrescenta.

Cuidados durante o preparo

A nutricionista ressalta que a pessoa pode utilizar colheres de sopa e de chá para medir as quantidades de açúcar e sal necessárias: uma colher de sopa de açúcar bem cheia e uma colher de café de sal.

No entanto, salienta, é muito comum errar as medidas desta forma. Colocando mais sal do que necessário, por exemplo, a desidratação pode se intensificar em vez de amenizar. "Por isso, certifique-se de que você está de fato misturando as medidas corretas", pontua.

Como tomar o soro caseiro?

Fabiana Belini destaca que a mistura deve ser tomada por meio de pequenos goles ao longo do dia e que não se deve consumir mais de meio copo de uma só vez.

Soro caseiro
Legenda: Soro caseiro não pode ser tomado se a pessoa não tiver com sintomas de desidratação. Quando eles acabarem, o uso deve ser suspenso
Foto: Shutterstock

"A ingestão de grande quantidade da solução em um curto espaço de tempo pode trazer consequências como a irritabilidade do estômago e intestino. Assim, a evacuação de líquido continua e o soro não surte efeito", expõe.

Superdosagem

Para facilitar a administração em crianças e idosos, ela recomenda o uso supervisionado de colheres, porque facilita a ingestão e evita casos de superdosagem.

"Nos casos em que a falta de água no corpo é causada por vômitos ou diarreia, é recomendado observar cuidadosamente a quantidade de líquido expelido no momento de crise. Dessa maneira, é possível compensar tomando a medida equivalente em soro caseiro", esclarece.

Geralmente, complementa a profissional, é orientado o volume e a frequência de acordo com a faixa etária no caso de ser uma criança. Já nos adultos, a orientação poderá chegar até um litro ao dia.

"O médico ou enfermeiro é o profissional que deverá orientar o volume e o tempo de tratamento de uso do soro caseiro", explana.

Contraindicações

De acordo com a nutricionista, o soro caseiro "não é sempre aconselhado" para bebês que ainda são alimentados exclusivamente com amamentação. Assim, a alimentação vinda do peito da mãe deve ser mantê-los hidratados.

"Os órgãos dos bebês podem não estar preparados para receber doses de sal e açúcar refinado. Se o vômito e a diarreia persistirem por mais de 24 horas, deve-se consultar um profissional para buscar a origem e tratamento para o problema". O mesmo acontece quando se refere a adultos ou crianças.

Soro caseiro crianças
Legenda: Se a criança ou o adulto que estiver tomando soro caseiro, e os sintomas persistirem por mais de 24 horas, é recomendado ir ao médico
Foto: Shutterstock

Também segundo Fabiana Belini, pessoas com hipertensão ou diabetes devem buscar orientação médica antes de fazer o uso da solução.

"Uma pessoa diabética pode exibir sinais de desidratação por causa de um quadro infeccioso, aumentando o risco de hipoglicemia", relata.

"Os hipertensos devem ter cautela, pois, mesmo que bem pequenas, as chances de uma alteração na pressão arterial existem. Especialmente em casos em que o soro caseiro não tenha sido dosado de forma adequada", complementa.

Soluções de reidratação oral x soro caseiro

A nutricionista afirma que soluções de reidratação oral e soro caseiro não têm o mesmo significado, pois as soluções de reidratação oral são produtos utilizados para a reposição de sais minerais, podendo ser por perdas intensas deles ou para manutenção da hidratação se houver diarreias e vômitos.

"Soluções de reidratação oral contem em sua composição, geralmente, além de glicose, cloro e sódio (comum ao soro caseiro), potássio e citrato; sais minerais a mais que também são essenciais para prevenir a desidratação. O modo de preparo é orientado no rótulo de cada marca. E também deve ser armazenado em geladeira por, no máximo, 24 horas", diz.

Soro caseiro
Legenda: A durabilidade do soro caseiro é de 24 horas e, se for necessário usar por vários dias, a cada 24 horas deverá ser preparado uma nova receita
Foto: Shutterstock

Fabiana Blini comenta que, geralmente, nos casos mais severos, é recomendado que a terapia de reidratação oral seja feita com soluções industrializadas ao invés do soro caseiro, porque elas contêm concentrações precisas de sais minerais que são recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

"Utilizar o soro caseiro em casos mais severos de desidratação pode ser arriscado ao paciente, uma vez que a composição dele pode apresentar quantidade de solutos (conter mais açúcar ou mais sal do que o recomendado) muito variadas, podendo colaborar para o agravamento da desidratação, evidencia.

Alimentação durante casos de diarreia

Conforme a nutricionista, nos casos de diarreias leves, é indicado ao paciente uma boa alimentação, boa ingestão de água, água de coco e suco de frutas.

Já para os casos mais agudos e severos, conta, a hidratação apenas com água, principalmente nas pessoas com comorbidades pode acometer alterações no paciente, podendo causar hiponatremia (redução da concentração plasmática de sódio).

Soro fisiológico caseiro
Legenda: Solução caseira do soro fisiológico deve ser armazenada na geladeira por, no máximo, 24 horas
Foto: Shutterstock

"A hiponatremia pode causar sintomas neurológicos, como cefaleia, confusão mental. O diagnóstico deve ser feito através da medição do sódio sérico. O tratamento consiste na reposição do eletrólito e o tratamento da comorbidade, caso haja", realça Fabiana Belini.

Fabiana Belini é graduada em Nutrição pela Universidade de Fortaleza (Unifor) e pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional e Fitoterapia Clínica. É membro do Instituto Brasileiro de Nutrição Funcional (IBNF) e Membro do Instituto de Medicina Funcional (IFM/USA). A nutricionista tem atuação em doenças crônicas, doenças inflamatórias, doenças autoimunes e fertilidade.