Espinafre: benefícios, como consumir e incluir na rotina

O vegetal pode auxiliar no combate ao envelhecimento precoce da pele

Escrito por Redação ,
Prato com espinafre
Legenda: Vegetal é fonte de fibras
Foto: Shutterstock

O espinafre é um vegetal rico em vitaminas A, C e E e pode ser um aliado para quem está em busca de perder peso. “O espinafre é uma fonte de fibras que promove mais saciedade e, consequentemente, você acaba ingerindo um volume menor de alimentos”, explicou a nutricionista Amanda Barbosa* em entrevista ao Diário do Nordeste.

Veja também

Confira todos os benefícios do espinafre:

Quais os benefícios?

O alimento auxilia no combate ao envelhecimento precoce da pele, no tratamento de diabete e evita o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Mulher cortando espinafre
Legenda: Vegetal pode ser adicionado em pratos cotidianos
Foto: Shutterstock

Como consumir?

A melhor maneira de consumir é na forma cozida ou refogada. Quando ele está na forma “crua”, o espinafre tem um alto teor de ácido oxálico e ácido fítico que atuam como fatores antinutricionais e que podem atrapalhar a absorção de minerais como cálcio e ferro de alimentos consumidos juntos a folha. 

Torta de espinafre
Legenda: A especialista recomenda refogar o vegetal antes do consumo
Foto: Shutterstock

Receita com espinafre fácil

Panqueca de espinafre

Panquecas de espinafre com abacate e salmão
Legenda: Panquecas podem ser ótima opção para café da manhã
Foto: Shutterstock

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de espinafre refogado
  • 1 ovo
  • 1 colher de sopa de farinha de aveia

Modo de preparo:

  • Bater em um mixer ou liquidificador todos os ingredientes
  • Assar a massa em uma frigideira onde ela fique bem fininha
  • Depois, é só rechear com um pouco de queijo cottage temperado com sal e pimenta-do-reino.

É um vegetal verde-escuro rico em vitaminas A, C e E, e compostos fenólicos, como luteína, zeaxantina e canferol, com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Nenhum alimento de forma isolada engorda ou emagrece. No entanto, como toda folha, é fonte de fibras que promove mais saciedade e, consequentemente, você acaba ingerindo um volume menor de alimentos. Não, isso é mito. Muito pelo contrário, o espinafre estimula a produção de glutationa no organismo, fator antioxidante que produz as enzimas de limpeza do fígado. O ideal seria cozinhar o espinafre no vapor e, após cozido, fazer a técnica de branqueamento que é imergir as folhas cozidas em água gelada com gelo para dar o choque térmico e, em seguida, congelar. Não, mas deve ser consumido numa frequência menor comparado à sua forma cozida. O talo do espinafre é rico em nutrientes e em propriedades antioxidantes. Eles podem ser aproveitados em forma de caldo. Primeiro é realizado o cozimento dos talos no vapor e em seguida bater no liquidificador com água morna (não utilizar a água do cozimento). Coe o conteúdo do liquidificador para extrair o caldo. Esse caldo pode ser utilizado para base de sopas e até mesmo para cozinhar arroz, por exemplo.

*Amanda Barbosa é nutricionista clínica e endócrino, além de especialista em tratamento da obesidade e emagrecimento.

Assuntos Relacionados