Chá de amora: para que serve e como preparar

Infusão é conhecida pela capacidade anti-inflamatória e antioxidante

Escrito por Mylena Gadelha,

Ser Saúde
Chá de amora em xícara de vidro e líquido marrom
Legenda: O chá de amora é conhecido pelas propriedades anti-inflamatória e antioxidante
Foto: Shutterstock

Conhecida por fazer parte da categoria de frutas vermelhas, a amora, tão utilizada em sucos e geleias, também pode ser utilizada na preparação de chás, mas de uma forma diferente. A infusão, feita a partir das folhas da planta da fruta, consegue apresentar propriedades antioxidantes ou cicatrizantes, por exemplo, além de inúmeros benefícios ao corpo humano. 

A amora é chamada cientificamente de Rubus fruticosusencontrada facilmente em mercados, lojas de produtos naturais e em feiras livres. Originária da China, essa fruta se tornou comum em solo brasileiro com a introdução de duas espécies, comuns em fundos de quintal e na criação de bicho-da-seda.

Segundo a nutricionista Débora Moura*, as propriedades do chá de amora são diversas. "A fruta e folha tem propriedades antioxidantes e fitoquímicas, a principal é a antocianina e isoflavonas composto bastante anti-inflamatório pro nosso corpo, rico também em cálcio, potássio magnésio, ferro, vitaminas A e C", pontua. 

Quais os benefícios do chá de amora?

Junto das propriedades, que incluem as substâncias presentes nas folhas e frutos da amoreira, estão os benefícios que a utilização em chás pode trazer. 

Entre os benefícios do chá das folhas, por exemplo, está a tão falada capacidade diurética, extremamente procurada entre os que estão em busca do emagrecimento.

Legenda: Amoras podem ser utilizadas na preparação de sucos e chás
Foto: Shutterstock

Nesse ponto, indica Débora Moura, chega a ser importante atentar ao fato de que apenas em conjunto com uma dieta balanceada este benefício poderá ser observado. "Ele ajuda por ser rico em fibras que regulam o intestino, trazendo saciedade, e tem propriedade diurética que auxilia na perda de peso. Também é rico em um composto químico que se chama desoxinojirimicina, que diminui a absorção de carboidratos", revela a especialista.

Confira alguns benefícios:

  • Por conta da capacidade anti-inflamatória, ele auxilia na diminuição das inflamações do corpo;
  • O chá de amora também consegue prevenir o envelhecimento, já que fortalece o sistema imunológico e é rico em antioxidantes;
  • Também ajuda na diminuição das cólicas menstruais, quando consumido cerca de duas vezes ao dia;
  • Pode ser utilizado para reduzir chances de câncer de mama, esôfagos e boca, justamente por ser rico em antioxidantes, reduzindo a quantidade de radicais livres no corpo de quem o toma;
  • Acelera a cicatrização de feridas, assim como ajuda no tratamento de erupções bucais, como a herpes;
  • Além disso, entre as capacidades conhecidas da amora está a possibilidade de normalizar a pressão arterial e melhorar as taxas de colesterol;
  • Melhora gripes e resfriados.

Contraindicações

Assim como outros chás, Débora Moura lembra que o consumo em excesso pode ser algo perigoso, delimitando a quantidade ideal de consumo como três xícaras ao dia. "Ele pode causar diarreia, caso seja ingerido em quantidades acima do normal. Na gestação e em quem tem hipoglicemia, ele geralmente também não é recomendado", afirma. 

Já para mulheres em processo de amamentação, o chá de amora ainda pode ser inserido em uma dieta regrada. "Dependendo das quantidades ofertadas durante o dia, ele não causa malefícios, mas precisa de indicação médica ou de um nutricionista habilitado", reforça Débora.

Como preparar o chá de amora?

Por infusão

Ingredientes:

  • 2 colheres de chá de folhas de amora;
  • 1 xícara de água fervente.

Como preparar:

  • Misture as folhas de amora com a água fervente;
  • Deixe a mistura descansar por 10 minutos e logo em seguida coe o líquido;
  • As indicações são para consumi-lo ainda morno. 

Por decocção

Ingredientes: 

  • 1 xícara de água;
  • 3 colheres de chá de folha de amora.

Modo de preparo:

  • Leve ao fogo a água e as folhas de amora já misturadas;
  • Deixe a mistura ferver por cerca de 10 minutos;
  • Logo em seguida, coe o líquido e serva-o ainda morno.

 

*Débora Moura é graduada em Nutrição pela Universidade Estácio Fic do Ceará, pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva, além de sócio-proprietária do consultório Nutrition 4life.

Assuntos Relacionados