Veja o que se sabe da suposta briga de trânsito que resultou em morte na Maraponga

A Polícia Civil disse que a motivação do crime e os suspeitos continuam sendo investigados

briga de trânsito na Maraponga
Legenda: Crime ocorreu na última terça-feira (8) em Fortaleza
Foto: Darley Melo/SVM

A suposta briga de trânsito que terminou com o assassinato de um homem e uma segunda vítima baleada no bairro Maraponga, em Fortaleza, continua sendo investigada pela Polícia Civil do Ceará. A corporação emitiu nova nota nesta quinta-feira (10), dois dias após o crime, informando que as circunstâncias e os suspeitos do homicídio não foram identificados.

"A Polícia Civil analisa imagens de câmeras de segurança e realiza diligências a fim de identificar os suspeitos do crime, bem como a motivação", pondera o comunicado, acrescentando que outros detalhes serão repassados em "momento oportuno para não atrapalhar as investigações".

Conforme os primeiros levantamentos oficiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Antônio Jorge da Silva, de 31 anos, morto a tiros, tinha passagens por homicídio, tentativa de homicídio, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, associação criminosa, roubo e resistência.

A segunda vítima atingida pelos disparos era apontada por testemunhas como filho da vítima, até, então. No comunicado enviado nesta quinta, a Polícia descartou essa informação e disse que se trata de um homem de 21 anos. O nome e a ficha criminal dele não foram divulgados. Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ele é amigo do filho de Antônio Jorge.

Relatos

O crime foi registrado nessa terça-feira (8), no cruzamento das ruas Maria Josefina Pessoa com Jaime Rolemberg, na Maraponga. Os primeiros relatos de moradores davam conta de que Antônio Jorge da Silva havia batido no veículo de uma mulher, o que teria gerado uma discussão verbal entre eles.

Após o embate, a proprietária do automóvel teria chamado um segundo homem, que chegou armado e atirou contra as duas vítimas. O homem de 21 anos foi socorrido em estado grave e o de 31 anos não resistiu aos ferimentos. A mulher e o atirador fugiram em seguida, contam as testemunhas.

Um vídeo extraído de um circuito externo de câmeras de segurança mostra que o homem apontado pela população como o atirador aparece vestido com uma bolsa de entregador nas costas. Um dos baleados cai na calçada e o outro corre, sendo perseguido pelo suspeito.  

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança