Policial militar do Distrito Federal se recusa a pagar conta e causa confusão em bar de Jericoacoara

Homem de 40 anos que apresentava sinais de embriaguez agrediu funcionários do estabelecimento

Escrito por Redação, seguranca@svm.com.br

Segurança

Um policial militar do Distrito Federal causou uma confusão na noite dessa terça-feira (3), em um bar de Jericoacoara, no Ceará, ao se recusar pagar a conta

O agente de segurança de 40 anos agrediu funcionários do estabelecimento comercial com chutes, socos e empurrões. Os colaboradores tentavam contê-lo, já que ele apresentava sinais de embriaguez. 

A cena foi registrada por câmeras de segurança do local. As imagens mostram, inicialmente, uma discussão entre eles próximo ao caixa, seguida de empurra-empurra e violência física.

Segundo testemunhas, o PM ameaçou o proprietário do bar e ordenava que ninguém se aproximasse dele, pois estava armado. 

Investigação

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) trata a ocorrência como "lesão corporal" após o policial causar "uma briga generalizada".

A Pasta informou, em nota, que o homem foi contido por populares e conduzido por uma equipe da PM à Delegacia Regional de Camocim. O proprietário do bar e os garçons vítimas das agressões também prestaram depoimento. 

Ainda conforme a SSPDS, a unidade policial lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra o suspeito. Ele foi liberado em seguida.