PMs e guarda suspeitos de trabalhar como segurança em casa de jogos de azar são levados a delegacia

Um homem que estava em companhia dos agentes chegou a ser autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e disparo em via pública

Escrito por Redação, seguranca@svm.com.br

Segurança
cgd fachada
Legenda: Os suspeitos foram ouvidos na DAI. A CGD informou ter adotado providências administrativas para apuração na seara disciplinar.
Foto: Kiko Silva

Dois policiais militares e um guarda municipal de Fortaleza foram levados na tarde desta quinta-feira (27) à Delegacia de Assuntos Internos (DAI) da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD). Conforme informações preliminares, o trio estaria envolvido com membros de facção criminosa que promovem jogos de azar na Capital.

A ocorrência teve início no bairro Planalto Ayrton Senna, onde foi registrado um tiroteio, e continuou até o município de Maracanaú. Conforme a CGD, José Bezerra de Araújo Júnior foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e disparo em via pública. José não é servidor público, e estaria na companhia dos agentes.

Os PMs e o guarda municipal, de nomes não relevados, foram encaminhados por uma composição do Comando de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) até a DAI e ouvidos. Por nota, a Controladoria informou que foram instaurados inquéritos para apurar os fatos contra os agentes.

Os militares foram encaminhados para a Coordenadoria de Polícia Judiciária Militar (CPJM) e, até a noite desta quinta-feira não havia confirmação sobre prisões dos suspeitos.

Ainda segundo o órgão controlador, a DAI permanece em diligências com objetivo de solucionar o caso e foram adotadas providências administrativas para apuração na seara disciplinar.

 

 

Assuntos Relacionados